marisa

Estar vivo merece um esforço maior que o simples acto de respirar.

  • 198083_187486767961913_148019501908640_444649_8286890_n.jpg
    Entre nós
    Entre nós, há uma história de amor por escrever. Há conversas que aguardam – pacientemente - que nos dispamos das vidas e mergulhemos, de alma nua, sem tempo marcado para regressar. Entre nós, há um vento infantil e irrequieto que nos beija ...
  • gabrielmoreno_07.jpg
    Quanto tempo é para sempre?
    Quanto tempo é para sempre? É o tempo em que ficamos ou a promessa de partirmos? É nunca mais; até à próxima, um instante? Um até já; um momento, um breve fragmento? É um raio de sol que nos cega num morno fim de tarde de Agosto? É a ...
  • wanderer.jpg
    dias feitos de esperas
    Era sempre – mas sempre – assim: sentia uma ânsia demente de viver uma paixão arrebatadora e encontrar o amor eterno. Pelo caminho, bebia migalhas de atenção dos corpos errados e gastava-se a apanhar os cacos – os seus e os dos outros – ...
  • IMG_8852.jpg
    "Viver é um rasgar-se e remendar-se”
    Nos últimos dias tenho dado por mim a viver, intensamente, partes de alguns todos: a viver histórias das vidas que fazem parte da minha vida. Simultaneamente, num exigente exercício de (im)perfeito (des)equilíbrio, tento viver a minha própria ...
  • Game_Over___bootskin_version_by_siamsadman.jpg
    Game over
    Abro a porta e vejo o teu sorriso - ficamos mudos. Entras; abraças-me; elevas-me - ou então sou eu que flutuo. Arrancas-me a roupa, em segundos, e com ela perco a minha identidade - com ela ficam espalhadas pelo chão as minhas ilusões. Ouço-te ...
  • 15nov.jpg
    Irrespirável: até quando?
    "Temos de nos tornar na mudança que queremos ver" Gandhi “Contra os canhões marchar, marchar!” Era sempre assim que começava a contar-me a história. Repetia a frase, até à exaustão, para não se esquecer de quem foi. Contava-me, ...
  • 385397_272639666113289_148019501908640_803898_1483527258_n.jpg
    metade de vida
    Voltei a sonhar(te) esta noite. Acordei sem ar: coração a gritar(te) numa demência surda. Adormeci os sentidos e vagueei o dia todo, debaixo do jarro de água despejado - sem dó - pelas nuvens pesadas, que andam frenéticas em estado líquido. ...
  • CPIA%2~1.JPG
    Tornámo-nos família

    Histórias da vida de um prato

  • papel%20de%20parede.jpg
    Sou um esboço de mim
    Arrepia-me a tua intensidade. És intensidade que não se finge: trespassa; marca; rasga; abala; revolve; envolve(me). Desde aquele dia: o primeiro dia em que me arrombaste a vida e as poucas certezas. Nesse momento – recordo-o tão bem – o teu ...
  • MH900431800.JPG
    Quarto de hotel, 17h37 de um dia qualquer
    17h37 Fecharam a porta, atabalhoadamente, tropeçando nos braços, nas pernas, nos beijos que se amontoavam para se sentirem. A urgência de dois. As bocas coladas tentavam interromper a fome furiosa dos beijos – sem sucesso. Murmuravam-se as ...
  • MH900400417 copy.jpg
    Número mecanográfico 4789

    Hoje levantei-me às cinco da manhã – como, aliás, faço todos os dias. Saí do quarto precisamente a meio de um sono agitado da minha esposa que, entre outras imperceptíveis palavras, se fartava de murmurar “José, José”. Fui tomar banho e vesti-me. Sentei-me – como sempre – à mesa, na cozinha, a beber um café de ontem, aquecido. Enquanto segurava a chávena quente entre as mãos, aquele odor requentado despertou-me uma (re)visão da vida que me tenho permitido (sobre)viver, nos últimos anos.

  • MH900424351.JPG
    Jaime

    Jaime foi concebido numa noite morna, numa já gasta posição de missionário que culminou – como sempre – num cada um para seu lado. Nasceu no tempo certo, confirmando todas as previsões. Foi um bebé calmo - quase apático de tão sossegado. Cresceu uma criança certinha; fez-se (sem crises) adolescente atinado. Filho único, bom aluno, escuteiro, católico, acólito, abstémio, cauteloso, profilático, simpático, meticuloso, crente, previdente, penteado, higiénico, hermético, alinhado e orientado; Jaime era a mais adorável decoração da sala dos seus pais; o ai Jesus das tias solteiras; o Deus me livre das vizinhas adolescentes.