2 doses de delírio e 3 baldes d´água

Inventuário de criações descabidas e realidades nuas. Transeunte cotidiano da terceira margem do olhar.

beanoronha

Noronha Rosa

No sossego mascarado dos finais de verão. É lá onde os vendavais inesperados sobressaltam. Em dias assim, entre a amálgama serena da minha nudez vestida, passam tornados irreversíveis. Dispo-me das formas todas e dos corpos improváveis. Sou-me no caos, no que (re)vira.

Possíveis prováveis: Jornalista, poeta, artista transdisciplinar.

Últimos artigos publicados

Mais artigos publicados

Site Meter