above all

Falar e pensar, sobretudo o que me interessa

JHONS CASSIMIRO

Escrevo sobre tudo que parece ter vida e conteúdo, e que sobretudo tem proveito.

O retorno de saturno – a arquitetura da felicidade

Completar 29 anos é mais que simplesmente deixar de ser jovem e estar à beira de mais uma de tantas crises. É saber que estamos vivenciando um limite estabelecido pela sociedade, que supostamente impele que tenhamos alcançado algo de positivo ao longo da década dos vinte anos. Tudo que se planejou e executou, precisa apresentar-se com resultados que agreguem sentido à vida.


saturno.jpg

Após 29 anos, Saturno está de volta ao seu lugar. Acreditar em algo que não é ciência faz pouco sentido para a maioria das pessoas, mas o intento das coisas está naquilo que resolvemos dar a elas. Não é recorrente pensar que a astrologia possa dar alguma direção à vida. Não se lê o horóscopo buscando alguma verdade, embora esta esteja em qualquer lugar que se procure.

Completar 29 anos é mais que simplesmente deixar de ser jovem e estar à beira de mais uma de tantas crises. É saber que estamos vivenciando um limite estabelecido pela sociedade, que supostamente impele que tenhamos alcançado algo de positivo ao longo da década dos vinte anos. Tudo que se planejou e executou, precisa apresentar-se com resultados que agreguem sentido à vida.

Analogamente à Saturno, que demora quase trinta anos para dar uma volta em torno do sol, completamos um ciclo de experiências, em sua maioria de diversão e aprendizado que nos conduzirá, a partir de agora, à uma época de concretizações. Tudo o que outrora fora planejado e edificado deverá trazer a solidez que faz da vida, algo mais agradável ou melancólico, na maioria dos casos.

Não é que as coisas tenham mudado da noite para o dia. O simples fato de completar 29 anos pode não representar nada para quem não se atreve a pensar a respeito das coisas da vida. Entretanto, torna-se quase impossível não parar para refletir e observar a direção que ela está caminhando.

Nesses dias de evolução tecnológica, rapidez de comunicação e desenvolvimento de alta tecnologia, é difícil se dar conta de como as coisas se concretizaram ao longo do tempo. Age-se como tudo tivesse nascido pronto, como se não houvesse uma época mais rudimentar que exigiu um longo período de preparação que levaria até o momento em que nos encontramos.

Ao sair à rua hoje, dia em que completo 29 anos, voltei meu olhar para as coisas mais concretas, antigas, que possuem uma beleza explícita, e que demonstram num primeiro olhar, que possuem grande carga de história e alicerce. Representam uma extraordinária capacidade de permanência, por ser algo que fora planejado em épocas remotas, e apesar disso ainda permanece imponente.

Pode-se ver a similitude com o atual momento daqueles que estão deixando para trás a época que todos denominam juventude. Perdurar ou se deteriorar irá depender do esforço e de toda agregação de conhecimento, poesia, beleza e inteligência que se buscou ao longo destes anos passados.

Ao passear pelas ruas da cidade em busca de uma arquitetura semelhante à nossa vida, há também que se deparar com outras realidades que podem ser nossas. Quando se olha ao redor, a tônica da paisagem são as infindáveis obras que passam a ideia de que tudo pode ser deixado para depois. Os tijolos à vista, as paredes sem reboco, uma vida mais ou menos construída.

As paredes de cerâmica dos prédios encobertas por camadas de tinta colorida, trazendo o desejo de exibir uma bonita aparência, com o passar do tempo irá revelar uma verdadeira face feia. São como as pessoas superficiais que terão seus pontos fracos expostos, por não suportarem o peso que o tempo impõe sobre cada um.

O desejo maior de quem encerra um ciclo para que outro inicie, é assemelhar-se aos imponentes casarões de outrora, que cheios de eiras e beiras, mostram que possuem real força, capazes de resistir aos ventos e intempéries que o mau tempo os obriga a suportar, ainda que necessitem de reformulações e adornos para que possam se manter ao longo de uma idade mais madura.


JHONS CASSIMIRO

Escrevo sobre tudo que parece ter vida e conteúdo, e que sobretudo tem proveito..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @destaque, @obvious //JHONS CASSIMIRO