ad.vibe

Cinema - Web - Publicidade

Gabriela Jesse

Garota tímida e viajante do mundo das possibilidades. Desistir não é o meu forte.

Stephen Hawking e o que ele nos ensina

Coisas boas e ruins, acontecem com pessoas boas e ruins. É como a lei da gravidade. Ela funciona para todos.


87fa38_ef90c837a6f74e90864be7e29aa25785.jpg

Stephen Hawking é pra mim com certeza um exemplo de força e fé. Fé de que mesmo que as coisas nunca mudem, a essência da vida não está meramente na aparência ou no que você consegue fazer, mas sim em como você encara cada coisa que acontece na sua vida e como aprende com isso. E mais ainda, o que você ensina aos outros com a sua vida e a forma como você a encara?

“Fé não é ter certeza de que as coisas vão ficar do jeito que você quer. Mas é a certeza de que tudo ficará bem.”

Stephen Hawking tinha uma vida praticamente ótima. Estava fazendo sua tese de doutorado em uma das melhores universidades dos EUA, tinha bons amigos e pessoas boas que o cercavam. Precisava escolher o tema da tese que defenderia e resolveu então falar sobre o tempo. Qual é a origem do tempo? O universo havia tido um início? Se sim como teria sido? Quando? Se não, então o tempo nunca teve um início. Ele sempre existiu? É possível voltar no tempo? Queria entender também se ele era o produto de um mero acaso ou se havia uma força maior responsável por tudo isso, um Deus. E ai começa a sua jornada em busca da teoria de tudo. A teoria que explicaria absolutamente como tudo surgiu.

Tudo ia bem até então. E ai Stephen conhece Jane Wilde. Mal sabia o que Deus, o tempo ou o mero acaso havia preparado para ele. Coisas devastadoras mas também provas profundas de amor incondicional. Eles se apaixonaram e começaram a se relacionar, mas a vida de um casal comum de época de faculdade estava prestes a terminar.

Parecia que o mero acaso não havia dado muito tempo para eles serem plenamente felizes, pois um acontecimento pretendia mudar a sua vida para todo sempre. Stephen descobriu aos 21 anos que tinha uma doença degenerativa que em tese poderia impedi-lo de dar continuidade a sua busca. Era a ELA, esclerose lateral amiotrófica uma distrofia neuromuscular que com o TEMPO degeneraria seus músculos fazendo-o perder aos poucos seus movimentos, e a capacidade de realizar ações naturais do corpo humano, como andar, mexer os dedos e as mãos engolir etc. O tempo estava lhe dando um prazo para encontrar quem pudesse ajudá-lo com isso dali pra diante. E o tempo deu-lhe também um prazo de vida de 2 anos.

Talvez isso não fosse suficiente o bastante para chegar ao fim de sua jornada científica.Jane Wilde, entendia tudo isso ,mas aceitou viver ao lado dele ainda que os dias reservassem tempos difíceis e sofrimentos consideráveis.

ele e jane.jpg

Dois anos se passaram e nada aconteceu além do avanço daquela doença. Stephen não cumpriu o prazo de vida que haviam lhe dado, ele quis mais. Então o tempo o escutou e decidiu dar um prazo estendido indeterminado.

Eles tiveram três filhos ao longo dos anos em que estiveram juntos, e Jane praticamente doou a sua vida em nome do amor que tinha por Stephen mesmo podendo estar com um homem comum. E Stephen não chegava nem perto de ser comum, ele era extraordinário sim. Mas era um extra de problemas e obstáculos também. Jane foi sem dúvida a chance de amor verdadeiro e incondicional que apareceu na vida dele. Teria sido Jane um mero acaso do destino ou alguma força maior os havia unido no momento certo?

stephen_hawking.starchild.jpg

Depois de algum tempo Stephen se deparou com uma pneumonia que o deixou ainda mais debilitado do que antes. Por causa de complicações ele precisou fazer uma traqueostomia e perdeu a habilidade e o direito de falar. Já conhecido muldialmente pelas suas teorias sobre o tempo e o universo, como poderia agora fazer suas palestras e dar aulas?

Talvez a sua doença como esta, que só tinha previsões de piora fosse o suficiente para parar a mim, ou a você não é mesmo? Não duvido que muitas dúvidas e angustias passaram por sua mente e por seu coração. Também não duvido de noites em que o choro molhou seu travesseiro, porque ser alguém forte não te desumaniza. Com certeza Stephen passou por essa fase de aceitação com lágrimas e suor. De onde será que ele conseguiu tirar tanta força? Mero acaso? Deus? Será que foi o amor de Jane. De seus pais, de seus filhos?

“Não importa quanto a vida possa ser ruim, sempre existe algo que você pode fazer, e triunfar. Enquanto há vida, há esperança.” Stephen Hawking

Encontraram uma solução para o seu problema. Com um sistema criado pela intel, Stephen seria capaz de se comunicar através de uma voz sintetizada digitando sua mensagem na ACAT (Kit de Ferramentas Assistivas Cientes do Contexto).

StephenHawking-feature.jpg

Enfim Stephen hoje é um dos maiores e mais conhecidos cientistas do mundo. Não apenas por suas descobertas científicas, mas pelo que nos ensina. E ele com certeza me ensinou onde está de fato a essência da vida. A gente perde muito tempo em lamentações e esquece que usar este tempo para evoluir, e para ser instrumento de evolução para outras pessoas. E na verdade o que importa não é o quanto seu abdômen é sarado, ou quão azuis são os seus olhos. Mas você é o que realmente importa, e você não é a sua aparência, você é as suas atitudes, as suas escolhas.

O universo é imenso e incompreensível, e não, não é possível voltar no tempo. Mas é possível fazer o melhor que podemos com o tempo que nos resta.


Gabriela Jesse

Garota tímida e viajante do mundo das possibilidades. Desistir não é o meu forte..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Gabriela Jesse