ai tia chica

aleatoriedades randômicas

jic

Do tempo em que éramos chamados de micreiros, passando por fuçadores e agora genericamente de nerd/geeks.

40 quilômetros de altitude

Pular de 4 metros de altura, quem se arrisca?
E de 40km?


A notícia hype do momento é o salto em queda livre realizado por Felix Baumgartner. Um austríaco que resolveu viver ousando quebrar recordes. skydiver Felix Baumgartner

Sim, é notável (ou seja: adj. 2 g. 1. Digno de atenção. 2. Insigne. 3. Extraordinário...) que uma pessoa sem veículos rompa a barreira do som. Exceto por histórias em quadrinhos e derivados, não ousaríamos imaginar o feito.

limites Mas...

  • O traje de astronauta poderia ser considerado um veículo?
  • Vejamos, a roupa dá o suporte de vida, provê uma certa aerodinâmica e carrega equipamentos de monitoração e registro do vôo

  • Sem sentir o vento no rosto, pode ser considerado para-quedismo?
  • Não querendo ser muito purista, embora nunca (ao menos até o momento) tenha saltado, salvo pelo visual, qual a graça se não sentir a queda na pele?

  • O valor é científico ou promocional???
  • Agora, o ponto delicado... Sempre soubemos que pesquisas e feitos de aprimoramento científico ou tecnológico foram fomentados por universidades ou órgãos govenamentais (NASA, USAF no aeroespacial mormente). Por ter sido patrocinado por uma empresa privada, o feito é menor?

    Não sou ludita. Confiram meu entusiasmo comentando sobre a Apollo 11. Entendo tecnologia como uma necessidade para permitir ao ser humano não apenas ter conforto, mas romper limites - mesmo motto do senhor Felix. Mas qual o retorno para a humanidade em si de um feito como esse?

    Sim, a coleta de dados será muito boa para entender efeitos sobre o organismo e a psiquê, embora o espécime em estudo estivesse por si propenso resta saber se possa ser considerado como uma variável interveniente.

    Sim, é interessante pelo vencer, organizar e realizar um feito dessa monta.

    Sim, gostei de assistir e pularia também!

    Mas... (de novo!?) Como na época da Guerra Fria, que provocou uma Corrida Espacial e Armamentista, parece que estamos, nós todos, humanidade, numa corrida de popularidade. Não apenas as empresas pelo lucro. Nas redes sociais, em blogs, artigos e posts como este, quem não gosta quando é curtido ou compartilhado?

    Será que estamos saindo da Era da Informação para a Era da Exposição? Há tanta gente e tanto para se mostrar e procurar se valorizar que o céu já não é mais o limite?

    Espero que este grande salto para um homem não seja um pequeno passo para a humanidade.

    tumblr_mbw9018nGG1r8rozwo5_r1_1280.jpg

    Ide para:

    ADENDOSó encontrei esse ponto de vista mais tarde.Nos dá um pouco da sensação da quedae um é pequeno participar da aventura.Isso em cinema 180⁰ seria muuuuito legal


    jic

    Do tempo em que éramos chamados de micreiros, passando por fuçadores e agora genericamente de nerd/geeks..
    Saiba como escrever na obvious.
    version 1/s/ciência// @destaque, @obvious //jic