ai tia chica

aleatoriedades randômicas

jic

Do tempo em que éramos chamados de micreiros, passando por fuçadores e agora genericamente de nerd/geeks.

Um toque de matemática

A matemática tem seus mistérios. Afeta a vida ou é consequência? É natural ou invenção? De todas, pode ser que essa seja a equação que nunca terá resposta.


Em 2012 houve um seriado de TV que usou a matemática como fundo do enredo. Um menino diferente (com autismo? asperger? savant?) trazia reflexões sobre a afetação no cotidiano e nas relações humanas.

TOUCH

A proporção era sempre a mesma, 1 para 1,618 repetidamente. Padrões se escondem bem debaixo de nossos olhos, só é preciso saber onde procurar. Coisas que a maioria das pessoas veem como caos, na verdade seguem sutis leis de comportamento. Galáxias, plantas, conchas marinhas, os padrões nunca mentem. Mas só alguns de nós conseguem ver como as peças se encaixam.

Touch

Há um antigo mito chinês sobre o Fio Vermelho do Destino. Diz que os deuses prendem um fio vermelho no tornozelo de cada um de nós e o conectam a todas as pessoas cujas vidas estamos destinados a tocar. Esse fio pode esticar ou emaranhar-se, mas nunca irá partir.

Foi tudo predeterminado pela probabilidade matemática. A proporção é sempre a mesma, 1 para 1.618 repetidamente. Padrões se escondem bem debaixo de nossos olhos, só é preciso saber onde procurar. 7 bilhões, 80 milhões e 360 mil pessoas.

E poucos de nós enxergam as ligações. Hoje, enviaremos 300 bilhões de e-mails... 19 bilhões de mensagens de texto. E, ainda assim, nos sentiremos sós. Uma pessoa comum dirá 2.250 palavras para 7,4 bilhões de pessoas. As palavras serão usadas para magoar... ou curar?

1 + 1 = 3

Sete bilhões de pessoas em um planeta pequeno... flutuando na vastidão do espaço. Sozinhas. Fazermos parte disso é o grande mistério da nossa frágil existência. Talvez ser solitário no universo é o que nos mantém unidos... o que nos faz precisar do outro por motivos pequenos... criando um entrelaçamento quântico de você... de mim... de nós. E se isso for verdade, vivemos em um mundo onde tudo é possível.

Safety in numbers

Os seres humanos não são as espécies mais fortes no planeta. Nós não somos o mais rápido, ou talvez mesmo os mais inteligentes. A única vantagem que temos é a nossa capacidade de cooperar ... ... para ajudar uns aos outros. Nós nos reconhecemos um no outro, e somos programados para a compaixão, de heroísmo, de amor. E essas coisas nos tornam mais fortes, rápidos ... e inteligentes. É por isso que nós sobrevivemos. É por isso que ainda quero.

Kite Strings

O primeiro cabo transatlântico de telégrafo tinha 565230 quilômetros de cobre e ferro, criado para esticar 4775,73 quilômetros no fundo do oceano. Uma vez instalado o cabo, era possível usar impulsos elétricos e sinais em código para enviar qualquer mensagem que quisesse para o outro lado do mundo. Humanos são conectados com impulsos para compartilhar idéias... ...e o desejo de saber que fomos ouvidos. É tudo parte de nossa necessidade de comunidade. Por isso que estamos constantemente enviando sinais e avisos. É o motivo de buscarmos isso em outras pessoas. Sempre estamos esperando por mensagens. Esperando por conexão. E se não recebemos a mensagem, nem sempre significa que ela não foi enviada pra nós. As vezes significa que não estávamos escutando o suficiente.

Apesar de toda a nossa tecnologia de comunicação, nenhuma invenção é tão eficaz como o som da voz humana. Quando ouvimos uma voz humana, nós instintivamente queremos ouvir, na esperança de entendê-lo. Mesmo quando o falante está procurando as palavras certas para dizer. Mesmo quando tudo o que ouvimos está gritando ou chorando, ou cantando. Isso porque a voz humana ressoa de maneira diferente de qualquer outra coisa no mundo. É por isso que podemos ouvir a voz de um cantor sobre o som de uma orquestra completa. Vamos sempre ouve o cantor, não importa o que o rodeia.

Captura-Nature by Numbers (Fibonacci Sequence & The Golden Ratio).mp4-1.png

Entanglement

490 mil bebês nascerão hoje. Cada um será único. E cada um será um elo na grande cadeia humana. E quando o cordão umbilical é cortado... Irão se tornar indivíduos com suas esperanças, sonhos e desejos. Mas, na verdade, cada um de nós é na verdade feito de dúzias de sistemas... Os fios que nos conecta não se limitam ao espaço e ao tempo. O que parece, de um lado, uma reviravolta, em outra perspectiva, são esses fios se esticando.

Como as coisas sempre deveriam ter sido. Sem você, essas crianças estariam perdidas. Há algo diferente, algo revolucionário. Um estado superior de consciência. Essas crianças estão aqui por um motivo. Estão aqui para nos ensinar. Sem você, essas crianças estariam perdidas. Essas crianças estariam perdidas. E mesmo quando esses fios parecem muito desgastados... Eles nunca partem. Não totalmente. Mas, às vezes, a ligação mais importante está no aqui e no agora.

Lost and Found

+89° 15' 50.8"

É a posição atual de Polaris. A Estrela Polar. Vista de outro planeta, ela é apenas uma entre muitas. Mas na Terra, ela tem importância única. Fixa no seu lugar, uma âncora. Não importa onde você esteja no Hemisfério Norte, se ficar de frente para Polaris, está de frente para o Norte. Sabe onde está. Mas há outras maneiras de nos perdermos. Nas escolhas que fazemos. Nos acontecimentos que nos devastam. Até mesmo dentro de nossas próprias mentes. O que poderia ser nossa âncora, então? Para qual farol poderíamos nos voltar, para nos guiar da escuridão para a luz? E se forem as outras pessoas? As vidas que tocam as nossas, com maior ou menor importância? Porque, diferentemente de Polaris, a luz que elas trazem nunca enfraquecerá.

Noosphere Rising

Os números são constantes, até deixarem de ser. Nossa incapacidade de influenciar o resultado é o grande equalizador. Torna o mundo justo. Computadores geram números aleatórios, na tentativa de extrair sentido da probabilidade. Sequências numéricas intermináveis, sem qualquer padrão. Durante eventos cataclísmicos globais, tsunami, terremoto, os ataques do 11 de setembro, esses números de repente deixam de ser aleatórios. Quando nossa consciência coletiva entra em sincronia, o mesmo ocorre com os números. A ciência não consegue explicar o fenômeno, mas a religião explica. Chama-se "oração". Um pedido coletivo, enviado em uníssono. Uma esperança compartilhada. Os números são constantes, até deixarem de ser.

Durante eventos globais cataclísmicos, a nossa consciência coletiva entra em sincronia. Bem como as sequências numéricas criadas por geradores numéricos aleatórios. A ciência não consegue explicar o fenômeno, mas a religião explica. Chama-se "oração". Um pedido coletivo enviado em uníssono. Uma esperança compartilhada. Um medo mitigado. Uma vida poupada. Os números são constantes, até deixarem de ser. Em tempos de tragédia... Tempos de alegria coletiva... Nesses breves momentos, somente a experiência emocional compartilhada faz o mundo parecer menos aleatório. Talvez seja coincidência. Ou talvez seja uma resposta para as nossas orações.

Zone of Exclusion

Dizem que a menor distância entre dois pontos, é uma linha reta. Mas o que acontece se o caminho for bloqueado? Quando um obstáculo impede o correr do rio, ele redireciona... Em zigue-zague ao invés de seguir um curso reto. O que para nós parece um desvio, é para a água, o melhor caminho da nascente ao deságue. A natureza encontra um desvio. Quando dois pontos devem se unir, mas uma conexão direta é impossível, o universo sempre acha outro caminho.

Se dois pontos são destinados a se tocar... O universo sempre encontrará um jeito de ligá-los. Mesmo quando tudo pareça estar perdido, alguns laços não podem ser quebrados. Eles definem quem nós somos... E quem podemos ser. Através do espaço, através do tempo... Ao longo de caminhos que não podemos prever... A natureza sempre dá um jeito.

Captura-Nature by Numbers (Fibonacci Sequence & The Golden Ratio) 2.png

Music of the Spheres

A escala cromática consiste em 12 tons. Arranjados por tempo e sequência, esses 12 tons simples, criam uma infinita variedade musical. Harmonia e dissonância, tensão e resolução, todos podem ser descritos pela razão matemática entre os tons. Se pudermos traduzir todas as relações em som, podemos ouvir a Música das Esferas; um som tão imenso e poderoso quanto o próprio Universo, tão quieto como uma pedra. Tão sedutor como o coração humano. Para alguns, a música eleva o espírito, a um lugar que transcende a beleza. Outros simplesmente ouvem a beleza nos próprios números.

A Terra, quando rotaciona, emite uma frequência. Uma nota musical, em 7.83 hertz. Mas essa frequência se altera ligeiramente por razões ainda desconhecidas. Alguns afirmam ser as erupções solares. Ou distúrbios elétricos na atmosfera. Mas talvez, haja uma explicação simples. Talvez o som do planeta seja influenciado pelas 7 bilhões de almas sussurrando ao redor dela. Cada uma produzindo sua própria música. Acrescentando sua própria harmonia.

Tessellations

Simetria é a linguagem do universo. É escrita em linguagem matemática, e as letras são triângulos, círculos, e outras figuras geométricas, sem as quais é humanamente impossível compreender uma única palavra. Mas alguns de nós consegue falá-la. Vemos o padrão exato, nos mosaicos. Aquelas formas geométricas... giraram e refletiram... repetidamente, infinitamente. E quando você fala a língua, segue a lógica. Pode prever o próximo passo. Tem apenas que confiar onde o caminho vai dar.

Somos todos parte deste mosaico infinito, cada cela um único favo de mel. E mesmo que partes individuais do quebra cabeça nunca se toquem, todas formam um grande mosaico. Como tijolos na parede, o todo é mais forte por cada tijolo. Tire um, e tudo cai. Apesar de não percebermos, a integridade da parede é testada diariamente. Mas a parede se sustenta... pelo apoio coletivo de todos.

Gyre

Em 1992, um contêiner caiu no mar em seu caminho da China para os EUA, soltando 29 mil patos de borracha no Oceano Pacífico. 10 meses depois, o primeiro desses patos foi levado à Costa do Alasca. Desde então, esses patos têm sido encontrados no Havaí, América do Sul, Austrália, e viajando vagarosamente pelo gelo do Ártico. Mas 2 mil desses patos ficaram presos no Giro Pacífico Norte, uma vórtice de correntes, movendo-se entre o Japão, Alasca, Nordeste do Pacífico e Ilhas Aleutas. Itens que são pegos pelo giro, geralmente ficam nele, condenados a viajar no mesmo caminho, para sempre circulando nas mesmas águas. Mas nem sempre. Seus caminhos podem ser alterados por uma mudança no clima. Uma tempestade no mar, um encontro casual com um grupo de baleia. 20 anos após os patos de borracha serem perdidos no mar, eles ainda estão chegando em praias ao redor do mundo. E o número deles no giro diminuiu, o que significa que é possível se libertar. Mesmo após anos circulando as mesmas águas, é possível encontrar um caminho para a costa.

Objetos presos em um giro, normalmente permanecem presos no Giro. condenados a viajar pelo mesmo caminho, sempre circulando nas mesmas águas. Mas nem sempre. O caminho pode ser alterado por uma mudança climática, uma tempestade oceânica, um encontro com um grupo de baleias. Ou seja, é possível se libertar. Mesmo ficando anos circulando as mesmas águas, é possível encontrar um caminho para a costa.

Há 31.530.000 segundos em um ano. Mil milissegundos em um segundo. Um milhão de microssegundos. Um bilhão de nanossegundos. E a única constante conectando os nanossegundos aos anos... é a mudança. O universo, do átomo à galáxia, está em um eterno estado de fluxo. Mas nós humanos não gostamos de mudança. Nós lutamos contra. Isso nos assusta. Então, criamos a ilusão da estase. Queremos acreditar em um mundo em repouso. O mundo do agora. Contudo, nosso grande paradoxo permanece o mesmo... No momento em que alcançamos o "agora"... esse "agora" já se foi. Nós nos agarramos a imagens. Mas a vida são imagens em movimento. Cada nanossegundo é diferente do outro. O tempo nos força a crescer. A nos adaptar. Pois toda vez que piscamos... o mundo muda sem percebermos.

Todo dia, todo momento, em todo nanossegundo... o mundo muda. Elétrons batem uns nos outros e reagem. Pessoas colidem e mudam o caminho umas das outras. Mudança não é fácil. Constantemente, é complicado e difícil. Mas talvez seja uma coisa boa. Porque a mudança é o que nos fortalece. O que nos torna resistentes. E nos ensina a evoluir.

Transcrição das inserções da primeira temporada de "Touch" FOX (2012–2013)

"Nature by Numbers" Etérea Estudios


jic

Do tempo em que éramos chamados de micreiros, passando por fuçadores e agora genericamente de nerd/geeks..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @destaque, @obvious //jic