alegaÇÕes finais

“Escrevo porque não posso tocar você. Mas toco a alma, e isso é suficiente.“

João Bakdash