ally collaço

Devaneios sobre cinema e outras coisas!

Ally Collaço

Eu sou aquela que tem mais perguntas que respostas. Inquieta e curiosa. Apaixonada por cinema, novas experiências, histórias e uma boa prosa. Também curto poesia, comida, música, museu e fotografia. Intensidade já faz parte do meu dia. Bora?

Quem nunca?!

Ficou óbvio que tentei sair do óbvio, sem saber ao certo se sair do óbvio já não é óbvio?


allycollaco-1.jpg

Domingo preguiça. Quem nunca?

E você está sentada no sofá da sala, vendo algum filme qualquer, que não merece nenhum texto poético, de tão óbvio que é, mas que te prende até o final. E se não bastasse um, você vê um segundo filme qualquer, enquanto seu marido dorme como um anjo ao seu lado. Você faz um cafuné, pensa em fazer um café, checa o seu celular pela milésima vez, como se fosse encontrar algo de interessante que não encontrou na última meia hora, até que 'o' tão esperado e-mail chega na sua caixa de entrada. O e-mail contém seu tão desejado login e a grande oportunidade de escrever para um grande público, já que nos últimos seis anos, você escreveu de tudo, em uma porrada de blogs, mas nunca teve certeza de ter sido lida. Quem nunca?

Quem nunca escreveu e quis ser lido, mas depois acostumou-se a apenas escrever, como se o objetivo maior fosse apenas lançar mensagens ao mar, divertindo-se com a ideia de que qualquer pessoa (e quem seria?), a qualquer momento, poderia encontrar aquela velha 'garrafa', atolada na areia, com algumas palavras que poderiam provocar aquele delicioso sentimento de 'Puxa, eu sou normal, alguém pensa como eu!' ou "Nossa! Eu também faço isso!". Num oceano de textos, alguém encontrou o seu e mais do que isso, leu!

Quem nunca resolveu começar seu blog com um belo texto de boas vindas, mas decidiu sair do óbvio e falar sobre o nada, sem saber ao certo se falar sobre o nada também já não é óbvio. Falar sobre o instante em que as coisas acontecem. Sobre a insignificância da vida cotidiana. Sobre o banal que nos rodeia, o detalhe singelo e simples de um segundo da vida, que muitas vezes é a nossa grande e maior fonte de inspiração para criar e produzir textos, poesias, músicas e filmes, muitos deles, responsáveis em nos provocar um sentimento coletivo de participação do todo, ao nos identificarmos com o outro. Qualquer esse outro que seja.

Quem nunca?


Ally Collaço

Eu sou aquela que tem mais perguntas que respostas. Inquieta e curiosa. Apaixonada por cinema, novas experiências, histórias e uma boa prosa. Também curto poesia, comida, música, museu e fotografia. Intensidade já faz parte do meu dia. Bora?.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Ally Collaço