Christine Alencar

Melomaníaca, nordestina sem sotaque, aprendiz de escritora. Futura mochileira e talvez um dia, esposa do Marcos Ramos.

Platônico até se tornar real

Quem durante a vida nunca teve um amor platônico, não sabe o que é sonhar com o impossível. Renata Braz porém, transformou o que a princípio seria uma paixão de fã, na história que levaria sua vida para rumos inimagináveis e que hoje, serve de inspiração para todas as fãs que esperam viver um romance como o dela, onde o príncipe encantado é substituído pelo seu artista favorito.


265489_175654309161147_417367_o.jpg

Quem admira um artista, quem sente um frio na barriga só de ouvir o nome dele, sabe o risco que corre ao se tornar fã, dos perigos que existem em um dia se apaixonar de verdade pelo seu ídolo, sonhar em tê-lo ao seu lado pra sempre, saindo dos palcos, das telas, diretamente para o conforto dos seus braços e abraços.

10255501_638199652939762_6377782957907937598_n.jpg

A autora Renata Braz sabe bem o que é passar por isso e teve a sorte que poucos tiveram de conseguir viver essa paixão da forma mais linda que se pode imaginar, com todas as aventuras e momentos “awn’’ inclusos.

No Livro ‘’Apaixonei-me pelo meu ídolo’’- Para Dante, o primeiro de sua trilogia, Renata conta a história dessa paixão utilizando o pseudônimo de Bia e mantendo sempre o nome de seu amado em sigilo, se referindo a ele apenas como ‘’Dante’’ (que significa permanente em latim, algo que é para sempre).

O livro é dividido em partes, a primeira fala sobre a despedida dos dois, a segunda conta onde tudo começou exatamente e a terceira é o final de tudo, onde ela relata sua ida a São Paulo, para entregar em mãos a história deles.

Antes de ser lançado em Agosto de 2011, o livro já era um sucesso entre todos os tipos de fãs e a autora se tornou inspiração para aquelas que sonham um dia poder viver o que ela viveu. Para Dante virou um guia e meninos e meninas de todos os lugares se apegaram a essa história e a viveram como se cada frase escrita fosse parte da sua própria história.

Além da magia de viver um romance com o ídolo, o livro trouxe mais, o fato da autora nunca revelar o nome de seu Dante, instigou ainda mais a curiosidade dos leitores, os fazendo prestar atenção em cada palavra, em cada detalhe, em qualquer pista que possa revelar a identidade do misterioso protagonista dessa história.

10257688_687619527964620_4698071143854159181_n.jpg

“Apaixonei-me pelo meu ídolo” – Para Dante, foi além das expectativas da autora, ela viu seu primeiro filho sendo autografado por dezenas de artistas a pedido de fãs e sendo entregue a eles de presente. Em meses, o livro se tornou fonte de esperança e alimento para os corações sonhadores e ano passado ganhou uma continuação: ''Apaixonei-me pelo meu ídolo'' - O Reencontro, nesse segundo livro, a autora conta o que aconteceu nos anos que separaram Dante e Bia e fala sobre o nascimento de uma possível nova paixão.

970424_529309300462311_208594373_n.jpg

Sem nenhuma surpresa, o segundo livro da trilogia encantou os leitores, consagrando a autora como escritora favorita dos fãs. Renata ainda tem planos de levar sua história das páginas para a telona, eternizando sua paixão no lugar mais romântico já existente, o cinema.

Se você ficou curioso pra conhecer mais da história, ou se quer tentar desvendar o mistério e descobrir a identidade de Dante, é só ir no site do livro (http://www.paradante.com.br/) e saber mais.


Christine Alencar

Melomaníaca, nordestina sem sotaque, aprendiz de escritora. Futura mochileira e talvez um dia, esposa do Marcos Ramos..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 2/s/literatura// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Christine Alencar