Christine Alencar

Melomaníaca, nordestina sem sotaque, aprendiz de escritora. Futura mochileira e talvez um dia, esposa do Marcos Ramos.

Afinal, é possível amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo?

Todo mundo pelo menos uma vez na vida, já se fez, ou vai se fazer essa pergunta: "Será que é possível amar duas pessoas ao mesmo tempo?" Depois de alguns livros, uma conversa daqui outra dali, eu cheguei a uma conclusão, e aqui está...


marketing-emocional.jpg

Um dia desses, num desses encontros casuais (rs), durante uma conversa entre amigas, ao filosofar sobre a vida, as relações, bizarrices do mundo e o amor, surgiu essa dúvida: É realmente possível amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo? Pois é, algumas não assumem, outras acham que é impossível e muitos acreditam que isso é desculpa pra “sem vergonhice”, mas sinto informar que quem pensa dessa forma, não só está errado, como também entende pouco de amor. Não que eu entenda muito, mas sei de algumas coisas.

Daí você me pergunta: “E que coisas são essas?”

Bom, primeiro que ninguém ama duas pessoas pelos mesmos motivos, nem um pai e uma mãe que tenham mais de um filho, os amam da mesma forma, por mais que insistam em dizer isso, não é verdade, mas isso também não quer dizer, que eles amem mais um do que o outro, não é assim. Acontece que é humanamente impossível amar duas pessoas da mesma maneira, ou com a mesma intensidade.

Da mesma forma acontece com as outras relações, você não ama seus amigos pelos mesmos motivos, você ama um por ser mais parecido com você, outro por ser completamente diferente e assim te complementar, ou por ser quem te oferece colo quando você precisa, tem o que você ama por te falar a verdade, o que é parceiro de balada e o que é uma mistura de todos, e ainda assim, você não conseguiria dizer quem ama mais, porque não existe o “mais”.

Sendo assim, por que você não poderia se apaixonar por dois caras (ou duas garotas) ao mesmo tempo? Sim, você pode. E é muito mais comum do que você imagina, e muito menos bizarro do que parece. São coisas diferentes que vão te atrair nas duas pessoas, pode ser a aparência, o jeito de sorrir, os gostos, as ideias, ou qualquer outra coisa que você curta, que te chame atenção (no meu caso o sotaque), mas que não se encontram no mesmo ser. Lembrando que, o fato de você amar duas pessoas, não necessariamente te dá o direito de ficar com as duas e fim (a não ser que todos os envolvidos na relação estejam de acordo, considero toda forma de amor aceitável).

O que eu quero dizer, é que não existe nada mais certo do que aquela frase clichê que diz: “Quando se trata de amor, tudo é possível” - inclusive amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo rs.

Se isso acontecer com você, não se martirize, não se ache a pior pessoa do mundo, nem tente descobrir quem você ama mais, isso sim é impossível. Você precisa descobrir o que te faz amar cada uma dessas pessoas, e pesar o que é mais importante pra você, se continuar na dúvida, deixe o tempo cuidar disso. O amor faz o tempo passar, mas o tempo também faz passar o amor. ;)


Christine Alencar

Melomaníaca, nordestina sem sotaque, aprendiz de escritora. Futura mochileira e talvez um dia, esposa do Marcos Ramos..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 9/s/recortes// @destaque, @obvious //Christine Alencar