Ana Filipa Carvalho

Estudante de Belas-Artes apreciadora de todas as formas mágicas de Arte mas com um fraquinho enorme por música.

Top Dez dos Radiohead

Viagem através dos anos à discografia marcante destes senhores ingleses.


Thumbnail image for radioheadcolors.jpg

Já passaram cerca de vinte anos desde que a banda da famosa “Creep” viu o estrondoso sucesso bater-lhes à porta. Desde ai, mudaram de direção musical, optando por uma sonoridade mais eletrónica, mais relaxada com eles mesmos.

É sempre difícil pegar em dez canções marcantes dos Radiohead e ordená-las num top. Não se trata, aliás, de nenhuma crítica musical técnica. Apenas uma viagem através dos anos à discografia marcante destes senhores. Esta lista é meramente pessoal. E devo declarar que a banda de Thom Yorke não me facilitou nada a vida. Eis o top dez das melhores canções, a título pessoal, desta banda extraordinária.

Número 10 Pyramid Song / Do álbum The Bends de 1995 A melancolia em canção. A voz de Thom Yorke embalada ao piano leva-nos até á pirâmide da sua nostalgia.

Número 9 Creep / Do Álbum Pablo Honey 1993 O Hit. O Sucesso de 1992 que os catapultou para a fama. Uma canção extraordinariamente depressiva. Um grito rebelde rockeiro contra os estranhos deste mundo, os diferentes..uma letra comovente sobre não gostarmos de nós próprios. Intensa.

Número 8 All I Need / Do Álbum In Rainbows de 2007 A canção mais romântica do álbum das cores. Fantástica declaração de amor, tão doce e melosa ao mesmo tempo…” It´s all wrong, It´s all right”…Está tudo muito certo sr. Yorke com esta belíssima melodia.

Número 7 2 +2 = 5 / Do álbum Hail To the Thief 2003 Uma canção cujo título é retirado de um romance de George Orwells (1984) sobre a irrealidade da consciência. Com um fundo contestatário implícito. Basta ver-mos o videoclip para percebermos a crítica social na altura ao presidente Norte Americano George W. Bush. Não deixa de ser uma canção marcante pela temática que introduz.

Número 6 Videotape / Do álbum In Rainbows de 2007 Belíssima balada ao piano que na voz de Thom Yorke corre sempre o risco de se tornar um sucesso. Aconselho a visualização desta musica ao vivo, nas chamadas sessões “Live from the Basement”.

Número 5 Staircase / Do Álbum The King of the Limbs de 2011 Inserida num lado B do mais recente álbum de 2011 é mais uma confirmação que os lados B dos Radiohead são tão bons como os lados A. Alias aqui lado B poderia ser interpretado como lado Bestial. Bela canção que nos faz viajar para bem longe cheia de divagações eletrónicas.

Número 4 Where I End and You Begin ( The Sky is Falling In ) / Do álbum Hail do the Thief de 2003. Inspirada Segundo os músicos, nos New Order, tem um ritmo rock misturado com sons eletrónicos celestiais.

Número 3 Street Spirit (Fade Out) / Do álbum The Bends de 1995 Inspirada nos REM e por um romance de Ben OrKi, esta suave melodia em arpeggio é muito característica dos Radiohead. A guitarra guia-nos através dos pensamentos depressivos de Thom Yorke. Bela e triste ao mesmo tempo. Profunda.

16114.jpg

Número 2 Karma Police / Do álbum Ok Computer de 1997 Um dos sucessos do também aclamado álbum Ok Computer, esta canção fala sobre Karma, insanidade e critica social. O característico piano melancólico volta aqui a dar cartas tornando esta canção num marco dos anos 90.

Radiohead-Paranoid-Android-90305.jpg

Número 1 Paranoid Android / Do álbum Ok Computer de 1997 A canção progressiva mais famosa dos Radiohead. Esteve nos tops imenso tempo e passava frequentemente nas rádios em finais dos anos 90. O seu videoclip de animação também ajudou. Mas convenhamos que a música é complexa, dividida em várias partes, melancólica e ao mesmo tempo socialmente critica como alias o álbum Ok Computer se caracteriza. Mais uma vez os Radiohead se inspiram na obra de um escritor, desta feita de um romance de Douglas Adams e seu deprimido personagem principal, Marvin. De novo, o isolamento, a alienação sobressaem nas melodias nostálgicas e na voz inebriante de Yorke.

Ficaram de fora dezenas de musicas de excecional qualidade destes talentosos músicos mas espero que gostem e deem sugestões de musicas que para vocês também poderiam figurar num sempre difícil top dez dos Radiohead.


Ana Filipa Carvalho

Estudante de Belas-Artes apreciadora de todas as formas mágicas de Arte mas com um fraquinho enorme por música..
Saiba como escrever na obvious.
version 29/s/musica// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Ana Filipa Carvalho