Felippe Fiori

Prefere entender um pouco de tudo, do que tudo de um pouco.

a indestrutível cidade de Antigua

Uma cidade cercada por três vulcões, que já sofreu mais de dezesseis tremores sísmicos, além de uma devastadora enchente e um incêndio causado pela população indígena local.


guate1.JPG Fotografia: Felippe Fiori - Vulcão de Fogo

A cidade de Antigua, uma das jóias da Coroa Espanhola, é uma cidade situada no país da Guatemala, fundada nos princípios do século XVI, a 1.500 metros do nível do mar, em um vale rodeado por três vulcões, batizados de: Agua, Fogo (ainda ativo) e Acatenango.

Antigua é uma cidade com cicatrizes, mas que sempre se manteve viva, e nunca fora totalmente abandonada por seus habitantes. Apelidada de “Pompéia das Américas”, a cidade sofreu com diversos desastres naturais desde a sua fundação.

A cada desastre que tenha acontecido, uma nova reconstrução aconteceu, incansavelmente a população se propunha a levantar aquilo que natureza derrubou. Um fato interessante, é que a cada reconstrução, as inspirações arquitetônicas mudavam, então até hoje , por exemplo, é possível encontrar inspirações barroca e renascentistas convivendo lado a lado.

Guate3.JPG Fotografia: Felippe Fiori - Praça Central de Antigua

Uma pequena cronologia sobre os desastres de Antigua:

1527 – Incêndio causada por uma revolta da população indígena local

1541 – Enchente causada pelo Vulcão Água, que acumulou a água do período de chuvas em um grande reservatório natural, este reservatório infelizmente rompeu e inundou a cidade.

1565 até 1586 – Seis tremores sísmicos

1607 – Forte tremor sísmico

1651 até 1689 – Diversos terremotos em diversas escalas

1717 – Intenso Terremoto de San Miguel

1773 – Devastador Terremoto de Santa Maria

Em 1773, o Terremoto de Santa Maria, que segundo as histórias locais: “foram os dois minutos mais longos de todos os tempos”, realmente fez Antigua deixar de ser capital da Guatemala, e a maior parte da sua população foi transferida para 45km desta região, fundando assim atual capital daquele país: Ciudad de Guatemala.

A destruição de Santa Maria foi tão grande, que suas marcas estão expostas até hoje na cidade, e como a cidade é Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1979, acredito que continuará por muito tempo.

Guate2.JPG Fotografia: Felippe Fiori - Igreja de São Francisco

A imagem símbolo de toda esta história é a Igreja de São Francisco, fundada em 1579 ela é uma construção que pouco recebeu reformas desde aquela época e aguentou, firmemente, todos os ataques naturais que esta cidade recebeu. Indiferente da religião pertencente, conhecer a Igreja de São Francisco é viver o passado em uma construção, e entender a força de uma natureza que pode ser tão viva.

Antigua é especial porque ela sobreviveu. Caminhar pelas ruas de pedra, sentir os vulcões que compõe a paisagem, olhar as construções que se mantiveram em pé, conviver com a população de sangue Maia e presenciar os antigos costumes que eles ainda mantém.

Obs: Uma última curiosidade, a cidade atualmente se chama “Antigua” pois se refere a Antigua Ciudad de Guatemala, mas antes de ser rebatizada, o nome oficial da cidade era: "La muy Noble y muy Leal ciudad de Santiago de los Caballeros de Goathemala" (A muito Nobre e muito Leal cidade de Santiago dos Cavaleiros da Guatemala)


Felippe Fiori

Prefere entender um pouco de tudo, do que tudo de um pouco. .
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 3/s/recortes// @destaque, @obvious //Felippe Fiori