Felippe Fiori

Prefere entender um pouco de tudo, do que tudo de um pouco.

seis peculiaridades do Sudão do Norte.

“Porque existem tantos Mohammed?” “Faraós Negros?” “Não posso cruzar as pernas?” “Quatro esposas?” As particularidades do país muçulmano afro-árabe.


meninosudao.jpeg Fotografia: Felippe Fiori - "O garoto no museu de Cartum"

Muitas pessoas se acostumaram a ler sobre o Sudão nos informes da ONU ou nos artigos dos famosos provedores internacionais de informações, mas pouquíssimos tiverem curiosidade de saber mais sobre o mesmo. Por ser um país Afro-árabe, de religião islâmica, seus costumes realmente são diferentes dos conhecidos aqui no lado ocidental do globo, e apesar da similaridade, os costumes não são iguais aos dos países do golfo, por isto é importante levar em consideração que os costumes de países muçulmanos, apesar de regidos sobre a mesma religião, variam de acordo com a região. Por fim, vamos às particularidades deste lugar:

1. Poucos entendem o porque de existir tantos “Mohammed” nos países árabes, está aqui o motivo: não existem os nomes de família! Você herda os nomes do seu pai, avô e bisavô, sempre do lado masculino, e assim vai passando adiante. Por exemplo, se uma pessoa se chama: “Pedro Rafael Marcos André”, o seu suposto filho Roberto se chamaria: “Roberto Pedro Rafael Marcos” e assim consecutivamente. Como Mohammed é um dos nomes do “profeta”, conhecido por nós apenas como Maomé, muitos resolvem adotar este nome para seus filhos com a finalidade de homenageá-lo.

2. As mulheres deste país utilizam véu islâmico, conhecido aqui por nós somente como “Burca”, isto todo mundo sabe. Mas o que pouco se sabe é que o tipo de véu a ser utilizado varia de acordo com a interpretação pessoal do livro sagrado (alcorão). São três formas conhecidas de véu, seriam eles: a Burca que se refere a total cobertura do corpo, incluindo véu que cobre os olhos e luvas. Niqab se assemelha a Burca, mas não se esconde os olhos e as mãos. E o mais comum é o Hijab, que cobre o cabelo e o colo, mas não o rosto. Quando estão em suas residências com as suas respectivas famílias, não é necessário utilizar este tipo de vestimenta.

3. Não fique descrente da sua professora de geografia, mas acredite: Existem 2 rios Nilo. Um deles é conhecido como o Nilo Azul, e o outro, Nilo Branco. Ambos se unificam na cidade de Cartum, capital do Sudão do Norte, formando assim o famoso rio Nilo, conhecido principalmente por ser berço das civilizações núbias e egípcias.

nilo.jpeg Fotografia: Felippe Fiori - "O encontro do Nilo branco com o Azul"

4. A população do Sudão do Norte é proveniente da civilização Núbia, que deveria ser tão conhecida quanto a civilização egípcia, pois também são filhos do Nilo e construtores de pirâmides. O povo sudanês tem orgulho de ser núbio, e sempre relembram histórias de como os faraós negros da Núbia conquistaram o Egito, mas esta história é longa, e ficará para outra hora.

5. Cruzar as pernas é um extremo sinal de falta de respeito. Segundo os costumes deles, a sola do pé é o ponto mais baixo do corpo humano, e por tanto o mais sujo, demonstrar a sola mostra a falta de respeito com quem está do seu lado.

6. No Sudão existe a divisão nas escolas entre meninos e meninas, assim como em algumas atividades, como uma academia por exemplo. Mas já existem escolas, principalmente particulares, que são mistas, entre outras atividades também. A divisão das tarefas entre os casais aparentam ser bem feitas, e as mulheres podem trabalhar, além disto, também podem pedir divorcio. Um fato interessante é que “teoricamente” você pode ter mais de uma esposa, até quatro segundo o livro sagrado, desde que você consiga sustentar as quatro da mesma forma, por tanto atualmente a grande maioria vive com “apenas” uma esposa.


Felippe Fiori

Prefere entender um pouco de tudo, do que tudo de um pouco. .
Saiba como escrever na obvious.
version 9/s/recortes// @destaque, @obvious //Felippe Fiori