artefacto artefoto

O olhar perplexo de um Poeta diante da Vida

João Carlos Figueiredo

Um escritor e uma câmera: palavras ilustradas pela vivência cotidiana, cenários explicados pela expressão da alma... Artefacto servindo ao poeta: arte e foto num sincretismo que se entrelaça nas relações deste escritor com o mundo que o rodeia e perverte...

  • nazista.jpg
    A apologia do ódio e o ocaso de uma Nação

    Quando o atual presidente mobilizou seus milhões de fanáticos e conseguiu se eleger, mesmo existindo tantos nomes melhores e mais qualificados, ninguém (nem mesmo seus adeptos fascistas) imaginou a dimensão da tragédia que se avizinhava para nosso povo. Agora, caídas as máscaras, nos defrontamos com a pior crise institucional por que passamos, desde o fim da ditadura militar de 64.

  • Le Monde.jpg
    As múltiplas faces do Neofascismo

    Em tempos de obscurantismo ideológico e religioso é preciso desmistificar alguns "MITOS" que rondam a sociedade contemporânea e ameaçam a evolução e a sobrevivência da Humanidade. Hitler, Mussolini, Pio XII e Bolsonaro são figuras que se apropriaram dessa corrente radical e flertaram com o MAL SUPREMO: a AMBIÇÃO DO PODER!

  • Thumbnail image for A0E69C2D-5F41-43FE-B6BA-69019DB0E9E9.jpeg
    Civilização tóxica

    Em 10.000 anos de civilização humana ainda não aprendemos a viver em paz, a sermos solidários, a respeitar a diversidade cultural, étnica e religiosa, a preservar a Natureza, a assegurar que cada ser humano tenha condições satisfatórias e dignas de vida... Nosso tempo está acabando neste planeta, e não há razões para acreditar que seremos capazes de sobreviver à hecatombe que se aproxima...

  • bostossauro mentecapto.jpeg
    Revisitando o PAÍS DOS MENTECAPTOS

    Passados 200 dias da ascensão fascista ao poder no Brasil, na figura desse ser ignóbil, é difícil elencar todas as asneiras proferidas por aquele que foi eleito por 57 milhões de brasileiros, tamanha é a coleção de "joias da cultura (de botequim) da sociedade brasileira"!

  • Saramago.jpg
    Por que não há futuro para a Humanidade

    O Ser Humano existe há cerca de um milhão de anos... os animais povoam a Terra há cerca de 3,5 bilhões de anos. Em nossa curta existência, já nos tornamos a maior ameaça à existência desse pequeno planeta e suas espécies vivas, cuja história remonta a cerca de 4,8 bilhões de anos... por que o Ser Humano não pode dar certo?

  • As mensagens e os meios.jpg
    A Mensagem e os Meios

    Os dilemas e desacertos de um falso "mito" dessa "republiqueta das bananas", onde as instituições se desfazem no maior "imbróglio" político e ético da triste História do Brasil, repleta de mentiras, bravatas, torturas e genocídios....

  • 6591EC17-F31F-4F26-B8A3-E7B48BD8EE68.jpeg
    A Era da Insensatez

    Em tempos de retrocesso é preciso preservar os valores e princípios da sociedade, bem como investir na juventude, para que, ao término da ignorância, haja talentos que possam restaurar a dignidade de nosso povo.

  • Avatar.jpg
    Avatar, Gaia e a Impermanência do Eterno

    Em tempos de trevas, os maus espíritos se destacam na mediocridade dominante. A desconstrução do Universo e sua impermanência, contudo, evocam a insignificância das civilizações no contexto divino, e nos remete à relatividade dos conceitos humanos e da própria vida na Terra.

  • Bunda Prodes 2018.jpg
    Uma análise sob o enfoque da Sustentabilidade

    O artigo aborda os três eixos da Sustentabilidade: Ambiental, Social e Econômico, avaliados sob os impactos da devastação provocada pela expansão das fronteiras agrícolas e suas consequências no equilíbrio climático do hemisfério sul, na medida em que afeta as populações das florestas tropicais e da savana americana, bem como os componentes desses ecossistemas, profundamente impactados pela drástica redução dos aquíferos subterrâneos e dos mananciais de superfície. Discute também a opção brasileira de oferecer subsídios fiscais ao agronegócio, em detrimento do setor industrial e de serviços.

  • Thumbnail image for 94EC92E5-4DE2-48D8-B0EA-3F6033F03CEF.jpeg
    Envelhecer

    Observamos nossa própria existência pela perspectiva do cotidiano, sem nos apercebermos de que cada dia representa o aproximar-se do destino final. No entanto, acompanhando a vida dos artistas temos outra compreensão do tempo, pois neles identificamos o envelhecer mais do que em nós mesmos...

  • bostossauro.jpg
    Opulência e Miséria - a História da Humanidade

    A História da Humanidade não é apenas a história dos vencedores, como ficou registrado nos livros, mas também a história dos derrotados, dos escravizados, da opulência e da miséria. Mais do que isso, é a história das três forças que movimentaram o ser humano desde que se estabeleceu no mundo: a Aristocracia, as Religiões e o Poder Militar. Com eles, a maioria absoluta da humanidade foi escravizada e submetida às mais cruéis e degradantes condições sub-humanas de que se tem notícia.

  • Balbina.JPG
    Alienação e governança ideológica

    O diálogo impossível entre as forças retrógradas do fanatismo religioso e preconceituoso da extrema direita, e a civilização brasileira, tripudiada e enganada pelos falsos profetas do apocalipse. Autoritarismo, preconceitos e fanatismo serão as palavras de ordem desse novo período militar, onde quase uma dezena de generais estarão em ministérios, secretarias e, provavelmente, no segundo escalão de governo.

    Na foto, a represa de Balbina, construída pelos militares durante a ditadura de 1964, e que causou o quase extermínio de uma das mais belas civilizações indígenas da Floresta Amazônica: os Waimiri-Atroari. Esses indígenas foram cruelmente assassinados a tiros, aos milhares, como alvos de um jogo sádico, pelos soldados responsáveis pela construção da hidrelétrica e da Rodovia BR-174 que liga Manaus/AM a Boa Vista/RR.

  • obscurantismo medieval.jpg
    Obscurantismo Medieval e Estado Laico

    As primeiras manifestações ideológicas do "novo governo", materializadas nas nomeações para os Ministérios, apontam para um radicalismo extremo e fascista, que privilegia religiões retrógradas e pensamento medieval, declaradamente preconceituoso, machista, militarista e subdesenvolvido. Conquistas democráticas são ameaçadas por falsos filósofos do absurdo, que pretendem trocar os polos do extremismo de esquerda pela ultradireita conservadora.

  • nazista.jpg
    Quem elegeu Bolsonaro?

    A escolha de um novo presidente, que parecia ser a grande oportunidade de renovação dos quadros políticos brasileiros, acabou por se transformar em um pesadelo do qual seremos incapazes de sair, condenados a amargar um futuro incerto, que nos levará a um destino muito pior do que os 21 anos da ditadura sanguinária de 1964. Quem se responsabilizará pelas consequências advindas dessa decisão infeliz? Os partidos políticos? A população ignorante e vulnerável a falsos argumentos? A mídia irresponsável e mentirosa, ávida de propagar a ascensão do falso candidato "liberal"? Os empresários gananciosos e ávidos de lucro fácil? O próprio presidente eleito, incapaz até de compreender a dimensão do cargo que assumirá sem qualquer preparo ou competência?

  • eleições.jpg
    Democracia & Liberdade: o que está em jogo?

    Durante 21 anos o Brasil foi amordaçado por uma feroz ditadura militar, que calou as vozes dissidentes, prendeu inimigos do regime, torturou e assassinou aqueles que queriam apenas Democracia e Liberdade. Até mesmo jornais conservadores e líderes religiosos que colaboraram com o golpe de 1964 foram submetidos à censura e ao terror de um regime violento e cruel. Foram os ANOS DE CHUMBO, mais de duas décadas durante as quais quase todos os países latino-americanos viram seus filhos sendo massacrados por governos totalitários e cruéis. Nesses tempos de horror, muitas famílias perderam seus entes queridos, levados na calada da noite para as dependências de tortura, como o DOPS, o DOI-CODI, a CASA AZUL de Marabá/PA, a Casa de Sâo Conrado/RJ, a Casa da Renascença/BH e a CASA DA MORTE em Petrópolis, além dos Centros de Tortura da Marinha (CENIMAR) e da Aeronáutica (CISA), todos comandados por cruéis torturadores, como o Coronel Brilhante Ulstra (do DOI/CODI), e sob orientação da CIA norte-americana.