Julio Toledo

Estudante de Cinema e Audiovisual, Fotógrafo (@juliotoledofotografia) e louco dos idiomas!

Vendo Através de Paredes

Os ambientes em que vivemos são modificados dependendo das nossas necessidades. Mas, além de funcionalidade, a estética também é parte integrante de nossas vidas. O cobogó vem em auxílio a essa união.


casa-detalhe-cobogo$$6839.jpg

Com a crescente população no Brasil e no mundo, os ambientes que frequentamos no nosso cotidiano estão cada vez menores, e nem sequer nosso lar consegue fugir a esse padrão. Foi, então, com o intuito de unir funcionalidade à estética que foi criado o Cobogó.

A peça, utilizada em construções e que fez muito sucesso nos anos 1950 e 1960, está retomando a atenção de arquitetos que desejam dar um ar retrô aos seus projetos. Os cobogós são, na maioria das vezes, usados para substituir os tijolos nas paredes, a fim de que, sendo vazados, deem mais amplitude ao local, podendo ser estes colocados em ambientes internos, ou mesmo externos.

cobogo2.jpg

Além da noção de espaço, o artifício arquitetônico também busca proporcionar, ao cômodo, privacidade, porém, mantendo o lugar arejado e iluminado. Sem contar o fato de ser extremamente fácil de limpar, sendo fabricado com materiais como resina, acrílico e PVC (em ambientes internos) ou vidro, cerâmica e cimento (os mais indicados para ambientes externos), oferecendo estes, inclusive, maiores durabilidade e resistência.

Surgindo no Recife, por volta do ano de 1930, o cobogó tem seu nome, à primeira vista estranho, como resultado da fusão dos sobrenomes de seus criadores Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis, engenheiros e sócios numa fábrica de tijolos.

Cobogo_021.jpg

Ainda no Nordeste do país, o nome do tijolo alternativo sofreu algumas transformações, podendo ser conhecido na região por títulos como combogó, comogó, combobó, comogol, entre outros.

Atualmente, já difundido em várias outras partes do Brasil, o cobogó pode, com os materiais e o design corretos, dar uma aparência contemporânea à sua casa ou local de trabalho, mas ainda contando com o charme histórico do século XX.


Julio Toledo

Estudante de Cinema e Audiovisual, Fotógrafo (@juliotoledofotografia) e louco dos idiomas!.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/arquitetura// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Julio Toledo