Julio Toledo

Estudante de Cinema e Audiovisual, Fotógrafo (@juliotoledofotografia) e louco dos idiomas!

Iguais em suas Diferenças


2015-06-27t014747z_1184021977_gf10000140587_rtrmadp_3_usa-court-gaymarriage.jpg

“Amai ao próximo como a ti mesmo!” A famosa frase bíblica, repetida infindas vezes, parece ser esquecida quando se mostra inconveniente aos inquisidores pós-modernos. Milhões se dizem seguidores da palavra de Deus, mas deixam de lado um de seus principais ensinamentos quando veem a oportunidade de diminuir um indivíduo ou mesmo toda uma classe.

Entretanto, somos todos pessoas e não podemos ser definidos por frases, sejam elas positivas ou negativas. Temos de tratar nossos iguais levando em consideração apenas um sentimento: o respeito. Palavra simples, existente em quase todos os idiomas, mas que vem perdendo espaço no cotidiano de sociedades de todo o mundo.

respeito.jpg

Ainda assim, a “diferença” vem, cada vez mais, conquistando o poder por tanto tempo a ela negado por grupos conservadores e mostrando, ainda, que a pluralidade não se baseia apenas na igualdade. É necessário que se fuja do padrão para se formar uma sociedade completa e perfeita, mesmo tendo em mente seus problemas e idiossincrasias.

Um dos principais grupos sociais que sofrem constantemente com a repressão e o desrespeito é o de pessoas com diferentes ORIENTAÇÕES sexuais ou identidades de gênero, os chamados LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, transexuais e travestis). Porém, a união e engajamento de tal grupo faz com que, gradativamente, esse cenário venha mudando.

cb513a020e267a178f474b0d13c0b448.jpg

A classe tem, nos últimos anos, conquistado direitos que a coloca mais próxima da classe heterossexual dominante quanto ao reconhecimento e inclusão na sociedade. O mais recente e bastante representativo fato ocorrido que corrobora com tal causa foi a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo pela corte suprema dos Estados Unidos, permitindo, assim, que esse tipo de união matrimonial ocorra legalmente em todos os cinquenta estados e distrito federal estadunidenses, dado que, anteriormente à essa decisão, apenas 36 de seus estados aceitavam o enlace homoafetivo, além do já citado distrito federal.

feliz-dia-namorados-igualdade.jpg

O acontecimento já se tornou um marco histórico na luta pela igualdade social e pelos direitos humanos, que tem como objetivo tratar todos os indivíduos da mesma maneira legal e socialmente, com os merecidos respeito e justiça.

Esperemos que a evolução continue e que as pessoas, cada vez mais, sejam tratadas por quem são e não por quem amam.


Julio Toledo

Estudante de Cinema e Audiovisual, Fotógrafo (@juliotoledofotografia) e louco dos idiomas!.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @destaque, @obvious //Julio Toledo