arxvis

dentro do momento

arxvis

artista plástica
e transpirante poeta

tem hora que só mar afora

eu sou uma fã, chego perto do que chamam perseguidora. me imagino a seguí-lo pelas ruas, despercebida. ele me parece frágil, submerso, parece deslizar enquanto eu tropeço.


obvious19.jpg

na minha casa há teias onde aranhas silenciam. é uma casa quase vazia, só o necessário. nela ouço passos surdos, vejo pegadas no pó, janelas se abrem ou fecham e não sou eu. sonho o poeta que habita meu armário, secreto e sorrindo, alimentando-se de traças, sedas, lembranças.

meu verso brota como água de fonte, é ponte entre as várias margens desse rio escaldante que sou. um oceano em movimento, uma constante, sempre estará lá: muito próximo, mil vezes distante - como uma amante, como as estrelas (e continuarei a comê-las).


arxvis

artista plástica e transpirante poeta.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //arxvis