arxvis

dentro do momento

arxvis

artista plástica
e transpirante poeta

sei tudo vai terminar bem no fim da fita

sumiu o rabo do cão quando o vento levantou brabo, daqui a pouco cai o céu. e eu, que achei que ia sofrer, ouvir o vento, o cão rodar na corrente, uivar, virar como o vento, enganei: não me envolvi. nessa aventura só previ e errei.


obvious36.jpg

atualmente ando muito ocupada, mas é normal essa preguiça. raiz é bom pra crescer e podar - coisa que a gente aprende a profundeza só depois de esquecer. maior bagunça no quase outrora daqui.

na paixão, nosso próprio também nos fascina - as sensações do corpo que é a outra metade do um (+1=11). seduzir é precioso, reduzir é preciso (11 é nunca, né?)

já a natureza humana vive de tempestades, já a gente é insatisfeita só pra fazer a futura insatisfação satisfatória e total, já nasci com deficiência social. já não me sento pra não me sentir - menos no cinema, vou mentir?


arxvis

artista plástica e transpirante poeta.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/// //arxvis