as rosas falam

jornalismo, cultura e olhar crítico

Juliana Rosas

Jornalista e cinéfila. Fotógrafa nas horas vagas. Amante das artes nas horas cheias.

As desvantagens de ser visível

Is takes two to tango. It takes one to silence. It takes many to tangle. Mas às vezes, só se quer silêncio. Problemas que só os introvertidos entenderão regados às vantagens de ser invisível.


frio.jpg

Eu me pergunto qual a dificuldade que as pessoas têm de entender porque às vezes outras apenas querem ficar sozinhas. Apenas sozinhas. Sem explicações, sem interações, sem perguntas ou respostas. Não, nem sempre elas estão com depressão ou tristes ou com raiva ou há algo de errado. Com ela ou com você. Simplesmente, preferem o silêncio.

Dar satisfação, ser legal, presente, amigo, sociável fazem parte das desvantagens de ser visível. "Oh! Pobrezinho! Com tantos amigos, tão procurado! Oh, que chato!”, podem pensar alguns. A esses, recomendaria alguns gifs por aí. Bem, talvez não. São aquelas coisas que só os introvertido entenderão. Eis alguns que a gente se identifica, como “Quando você precisa dar um intervalo e recarregar as baterias depois de socializar por muito tempo”. E o gif diz: “Eu não sou antissocial, eu juro! Só preciso recarregar os meus fluidos introvertidos!”. Lembrou-me o que disse dia desses a uma professora: "gosto de sair e socializar. Mas gosto também de chegar em casa e ficar sozinha".

“Quando passar um fim de semana espetacularmente sozinho significa que você está desperdiçando tempo que poderia passar com seus amigos”, pensam alguns. Aí vem “o temor de que ao agir assim você está lentamente se transformando num eremita… Que provavelmente morrerá solitário”. Aí o tempo fecha “quando as pessoas param de convidar você para ir aos lugares porque você vive sempre cancelando os planos”. Você só pensa: “Obrigações sociais demais = nenhum tempo sozinho = um ranzinza total”.

39857_las-ventajas-de-ser-un-marginado.jpg

E quando de fato saímos? Vem a “sua carona para voltar de uma festa não quer sair mais cedo, e ninguém parece compreender a sua angústia”. Quando você ouve “Tá tudo bem?” ou “Por que você está tão calado?” pela enésima vez. Aí ferrou! Mas piora com “Aquela sensação de angústia que corre por você quando o telefone toca e você não está mentalmente preparado para bater papo”.

“Quando você passa uma noite incrível, mas precisa lidar com a sensação de exaustão durante dias depois do ocorrido”. Porque somos fracos, entendeu? Fracos! Bem, ou não. Voltemos à justificativa inicial que precisamos recarregar. Mas, por mais que você tente explicar, vem “Quando as pessoas fazem pressão para que você seja mais social, quer você queira ou não”.

movie-the-perks-of-being-a-wallflower-poster,1366x768,66876.jpg

Mas há dias “Quando você está bem empolgado para sair, mas esses bons sentimentos não duram por muito tempo”. Porque “eu sou igual a um gato: eu quero sair, eu quero voltar”. E é por isso que pessoas introvertidas gostam de gatos. Tímidos gostam dos elegantes gatos. Inteligentes gostam dos misteriosos gatos. Os simpáticos ficam com os simpáticos cachorros.

Pois, assim como Charlie não aguenta mais Mary Elizabeth e afirma que o relacionamento imposto por ela chega a ser tão ruim a ponto de ele desejar que um dos dois adoecesse para que aquilo não continuasse. Mas ele não sabe como se livrar. Nem todos possuem as vantagens de ser invisível. Charlie é um wallflower e isso o traz vantagens. Mesmo assim, às vezes ele só quer desaparecer, ser invisível até que tudo passe. Mas às vezes, também cabe escutar uma boa música, com poucos bons amigos e ser infinito.

campaigns_2687.jpg

“E quando você precisa ficar completamente só para poder reabastecer as baterias e voltar a ser incrível. Porque, muito embora os introvertidos sejam mal compreendidos o tempo todo, você sabe que isso é verdade: Introvertido / Eu não sou louco ou depressivo ou antissocial / Eu só preciso não conversar com ninguém por um tempo. E não há problema nisso”. Por favor, amigos, lembrem-se disso!

Créditos: http://www.buzzfeed.com/erinlarosa/27-problemas-que-apenas-os-introvertidos-entendera


Juliana Rosas

Jornalista e cinéfila. Fotógrafa nas horas vagas. Amante das artes nas horas cheias..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @destaque, @obvious //Juliana Rosas