as rosas falam

jornalismo, cultura e olhar crítico

Juliana Rosas

Jornalista e cinéfila. Fotógrafa nas horas vagas. Amante das artes nas horas cheias.

À flor da pele

“À flor da pele” retrata cenas do cotidiano de uma família simples, com três irmãos albinos nascidos numa família de negros em Olinda-PE.


4_aflordapele003.jpg

Alexandre Severo nasceu em Recife-PE em 1978. Começou a fotografar em 2002 e estava radicado em São Paulo até começar a percorrer o país trabalhando na campanha de Campos. Infelizmente, num desses percursos, perdeu a vida. Seu trabalho mais conhecido foi “À flor da pele”, que lhe rendeu menção honrosa no 31º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, em 2009. Graduou-se em Publicidade na Universidade Católica de Pernambuco, em 2011, e concluiu pós-graduação em fotografia na Fundação Armando Alvares Penteado (Faap), em 2013.

as300809001.jpg

“À flor da pele” retrata cenas do cotidiano de uma família simples, com três irmãos albinos nascidos numa família de negros em Olinda-PE. Assim é a apresentação do ensaio no site oficial do fotógrafo: “Nasceram sem cor, numa família de pretos. Três irmãos que sobrevivem fugindo da luz, procurando alegria no escuro. O mais novo diz que é branco vira-lata. Os insultos do colégio viraram identidade. A mãe cochicha que são anjinhos. Eles têm raça sim. São filhos de mãe negra. O pai é moreno. Estiraram língua para as estatísticas e, por um defeito genético, nasceram albinos. Negros de pele branca. A chance dos três nascerem assim na mesma família era de uma em um milhão. Nasceram. Dos cinco irmãos, apenas a mais nova é filha de outro pai. Esta é a história do contrário”.

4_aflordapele007.jpg

O fotógrafo morreu em acidente aéreo, o mesmo que matou o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos em 2014. À flor da pele ficam ao sol. À flor da pele ficamos todos nós, com as tragédias da vida e, felizmente, com as belezas da arte.

4_aflordapele005.jpg

Site oficial: http://alexandresevero.com.br/

Fonte: reportagem NE10


Juliana Rosas

Jornalista e cinéfila. Fotógrafa nas horas vagas. Amante das artes nas horas cheias..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/fotografia// @obvious, @obvioushp //Juliana Rosas
Site Meter