astronauta

Entre os voos sub-orbitais e os delírios cotidianos.

Mylena D'Queiroz

"8.
Da Escola de Guerra da Vida - o que não me mata torna-me mais forte."
In: Crepúsculo dos ídolos.

Hell diving: um mergulho na arte de Leo Dias de Los Muertos

Em meio às leituras de Poe, Lovecraft, Shelley e Verne, aos filmes de John Carpenter, aos fantasmas de Dickens, a corvos e quimeras, a sua obra emerge.


Advinda das profundezas do oceano, a obra do gaúcho é populada por suas referências literárias, cinematográficas e, certamente, marcada pela sua peculiar e vasta imaginação. Leo4.jpg

Fantasmas, fadas decrépitas, polvos e muitas, muitas caveiras. Não apenas esculturas, mas gravuras e estampas, o artista plástico elabora tudo numa perfeição assombrosa.

Leo6.jpg

Perguntado sobre suas preferências literárias, Frank De Felitta, Clive Barker, Julio Verne, Poe e Lovecraft são nomes disparadamente apresentados. A Série Vaga-Lume fez sua infância. A Noite dos Mortos-Vivos, sua estética.

O artista fez de seu lar um pequeno e singelo museu do classic horror, sua cripta, mas nem só de terror é feito o homem. Cultuar um pequeno jardim, além de tudo, comprova o seu apreço pela minúcia e pela arte.

"E se de repente um monstro enorme, peludo, com garras afiadíssimas e muita, mas muita sede de sangue, quisesse marcar um encontro com você à meia noite, na porta do cemitério?" apenas vá.

Para um mergulho livre. HELL DIVING - (Página no Facebook)

Leo0.jpg Em sua cripta.

leo11.jpg "Ph'nglui mglw'nafh Cthulhu R'lyeh wgah'nagl fhtagn"

Leo3.jpg

Leo5.jpg

Para um mergulho livre. HELL DIVING.

Aguarde a apneia.


Mylena D'Queiroz

"8. Da Escola de Guerra da Vida - o que não me mata torna-me mais forte." In: Crepúsculo dos ídolos..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/artes e ideias// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Mylena D'Queiroz