atenciosamente...dominique.

Disseram que era só uma fase.

Dominique Silveira

Tropeça muito, pois cresceu demais. Acorda de mal humor, e é adepta da gentileza. Casca dura, coração mole.

Crônica de ônibus

Em outras palavras, uma desculpa esfarrapada para acidentalmente ouvir e aprender com os dois dedos de prosa alheios, entre uma parada solicitada e outra. A sabedoria do "assuntar do bem".


2720-4-autobus-para-colorear-dibujos-de-medios-de-transporte-para-ninos.jpg

Escrito em 2013, com base em vários episódios (ouvidos, cof cof...) ocorridos nos transportes urbanos. Afinal de contas, se tem um lugar onde muito é falado e acontecido, é o ônibus.

1 - Boa parte das pessoas que falam sobre perdão, desconhecem o perdão. Porque perdoar dilacera uma parte de você, para nascer outra, nova. E isso é difícil demais. É mais "legal" parecer legal do que parecer honesto. Dizer que ainda não perdoou é mal visto pela maior parte das pessoas. Então, falar que desculpa é uma maneira de não ser julgado, mesmo que no fundo no fundo, isso ainda não ocorra de fato;

2 - É bom reavaliar estar ou não na companhia constante de pessoas ou grupo de pessoas que fazem com que você se sinta ridículo, envergonhado de quem você é. Você vai tentar tanto se adaptar a elas, que daqui a pouco não vai saber mais quem você é de fato;

3 - Cabe também ter cautela com pessoas que não são capazes de ficar genuinamente felizes por suas conquistas, ou com qualquer motivo que lhe traga felicidade. Cuidado, cuidado, cuidado;

4 - Todo mundo mente (em maior ou menor grau, com boa ou má intenção). Mas na verdade, a maioria das pessoas gosta mais da verdade. Sinceridade, além de ser artigo de luxo, não tem prazo de validade. Melhor arriscar mais por ela;

5 - Não aceite migalhas, não se contente com as sobras. Principalmente, dos sentimentos. Jamais;

sem títulojj.jpg Imagens: Google

6 - As pessoas esperam por gestos de gentileza e bondade no dia-a-dia. Só por ajudar alguém a carregar umas sacolas de compras até a próxima parada, você pode ter um completo estranho falando bem e torcendo por você pelo resto da vida, mesmo que nunca mais vocês se encontrem. Ou seja, ainda é preferível acreditar que isso tem valor;

7 - Depois das 18h, a maior parte das conversas pelo celular são sobre: um colega de trabalho fura-olho ou puxa-saco, um amigo de caráter duvidoso, uma família que está em frangalhos, um crime hediondo na cidade/estado/país, uma polêmica política, contas a pagar, um relacionamento (ou quase isso) em crise, o que preparar para o jantar, quem matou quem na novela das 21h. Até chegar, ocasionalmente, em uma situação engraçada para amenizar as anteriores (ufa!);

8 - Não é difícil encontrar por ai pessoas que gostam mais de estar certas do que gostam de você. Lição: escolha bem suas batalhas;

9 - Pessoas somem. Mas também outras aparecem. E somem. E aquelas que sumiram primeiro, reaparecem. E outras ficam. É um jogo estranho da vida, para manter o equilíbrio das coisas. Difícil entender, mas é engraçado;

10 - Expectativa é um negócio esquisito. Nem ruim, nem bom. Esquisito. É bom você esperar o bom das pessoas. Mas isso não te prepara muito para o "não tão bom" que, uma hora ou outra, elas podem te oferecer. Quando não cuidado, pode virar decepção. Quando cuidado, maturidade. Muito embora que, apesar da maturidade e dos cuidados, ainda seja possível ser surpreendido. Pois decepção não tem idade. Mas maravilhar-se também não.

Ainda bem!


Dominique Silveira

Tropeça muito, pois cresceu demais. Acorda de mal humor, e é adepta da gentileza. Casca dura, coração mole..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @obvious //Dominique Silveira