Gregório Grisa

Doutor em Educação pela UFRGS e simpatiza com a ideia de que aquilo que muitos chamam inteligência pode ser, em grande medida, curiosidade

Artur Timóteo da Costa

Um dos percursos do modernismo no Brasil. Pintor, decorador, desenhista e cenógrafo, Artur Timóteo da Costa nos legou linda obra e é mais uma personalidade negra das artes que precisamos conhecer.


auto retrato.jpg Auto-retrato

Transição do século IXX para o século XX, república brasileira nascendo, fim da escravidão formal sendo conquistada. É nesse contexto que nasce Artur Timóteo da Costa (1882-1922), pintor e decorador afro-brasileiro.

Junto com seu irmão se iniciou no universo artístico cedo, começou como aprendiz na casa da moeda, oportunidade rara para um jovem negro à época.

Se hoje ainda as chances da população negra de ingressar em escolas renomadas e frequentar cursos disputados são poucas, imaginem naquele período.

000271006019.jpg

Ingressou na Escola Nacional de Belas Artes em 1894, como aluno livre. Em 1907, conquistou o prêmio de viagem à Europa na Exposição Geral de Belas Artes, seguindo então para Paris.

Com o irmão João Timótheo e os irmãos Carlos Chambelland e Rodolfo Chambelland, participou em 1911 dos trabalhos de decoração do pavilhão brasileiro da Exposição Internacional de Turim, na Itália.

Um dos mais importantes artistas brasileiros do início do século 20, é considerado, junto com seu irmão João Timótheo da Costa, um dos iniciadores dos movimentos de arte moderna.

000271001019.jpg Retrato do escultor Eduardo Sá

Artur deixou vasta obra, apesar de sua morte precoce. Exatamente no ano da famosa Semana da Arte Moderna, 1922, o pintor faleceu com 39 anos.

Há pouco tempo que ao falar de Machado de Assis, por exemplo, se destaca que nosso maior escritor era negro, Artur é um dos grandes pintores brasileiros, também negro. Superar o racismo de seu tempo era um desafio, porém, o racismo ainda é responsável pela invisibilidade histórica de muitos artistas e intelectuais negros que forjaram a história e a identidade brasileira.

Nosso papel é salientar suas obras e biografias, afirmar a influência de personalidades negras, afim de, entre outras coisas, influenciar os jovens negros a se dedicarem ao mundo artístico.

Arthur_Timótheo_da_Costa_-_A_dama_de_branco_2.jpg A dama de branco

Artur_Timóteo_da_Costa_-_Estudo_de_Cabeças.jpg Estudo das Cabeças

1024px-Arthur_Timotheo_da_Costa_(1882-1922),_European_landscape_at_sunset,_1911,_oil_on_cardboard,_25,3_x_34,3cm,_Photo_Gedley_Belchior_Braga.jpg European landscape at sunset

Arthur_Timótheo_da_Costa,_paisagem_com_arbusto_vermelho,_Rio_de_Janeiro,_1914,_óleo_sobre_madeira,_28_x_30,9,_Photo_Gedley_Belchior_Braga.jpg

Arthur_Timotheo_da_Costa_(1882-1922),_A_Prece,_1922,_óleo_sobre_madeira,_45,2_x_37_cm,_Photo_Gedley_Belchior_Braga.jpg A Prece


Gregório Grisa

Doutor em Educação pela UFRGS e simpatiza com a ideia de que aquilo que muitos chamam inteligência pode ser, em grande medida, curiosidade.
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/artes e ideias// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Gregório Grisa
Site Meter