bibliotela

Estante de livros e filmes

Lorena Sant`Ana

Viciada em livros, cinéfila, entusiasta na fotografia, apaixonada por gatos, pensadora constante, e por fim uma escritora aspirante de palavras.
Bibliotela é um espaço para falar sobre filmes, livros e pensamentos. "A arte é eterna, a vida é breve".

Há 119 anos os irmãos Lumière exibiram o primeiro filme da história

A contribuição dos Irmãos Lumière para a indústria do entretenimento é inquestionável. O Cinema veio para ficar como a merecida Sétima Arte, e conhecer um pouco da sua história é essencial para compreender toda sua magnitude e beleza.


Os irmãos Lumière.jpg Os Irmãos Lumière

Dia 22 de março de 1895, os franceses Auguste e Louis Lumière exibiram para uma pequena plateia o primeiro filme da história, La Sortie de l'usine Lumière à Lyon (A Saída da Fábrica Lumière em Lyon), dando um grande passo para um novo rumo na indústria do entretenimento.

Ao contrário do que muitos pensam, não foram os dois irmãos que criaram o cinematógrafo, na época aparelho responsável pela filmagem e projeção. O inventor do cinématographe foi Léon Bouly, e muitos consideram a sua obra um aperfeiçoamento do trabalho de Thomas Edison. Bouly acabou perdendo a patente de seu produto, sendo mais tarde registrado pelos Lumière, que acabaram ficando com a fama.

Os Irmãos Lumière começaram uma jornada de divulgação do cinematógrafo. Em dezembro de 1896, na primeira exibição pública comercial de um filme, aconteceu o inesperado, e esse dia ficou marcado na história como "o dia que a plateia fugiu da sala acreditando que o trem sairia da tela". Estamos falando da exibição de L'Arrivée d'un train à La Ciotat (A chegada do trem na estação), confira abaixo:

Tão simples e tão curto, que é até engraçado tentar imaginar o que se passou na cabeça da plateia. No entanto é uma magia que nunca teremos oportunidade de desfrutar e experimentar, em alguns momentos isso chega a ser invejável. Não quero dizer que o cinema perdeu seu encanto. Jamais. A verdade é que hoje em dia é improvável que alguém corra assustado para o fundo da sala, nem que esteja assistindo ao filme em X³ dimensão. Está cada vez mais difícil surpreender o público, é um fato.

Apesar de terem o reconhecimento merecido, os Irmãos Lumière não exploraram todas as possibilidades comerciais que o cinematógrafo oferecia, no entanto, conseguiram o feitio de popularizar o invento responsável pela criação daquela que futuramente seria considerada a Sétima Arte: o Cinema. Além disso, as sessões dos Lumière tiveram espectadores ilustres como George Mèlies, um dos precursores do cinema e do uso de efeitos especiais dentro dessa arte; comprovando mais uma vez a importância dos Lumière para a história.

Confira abaixo Le Voyage dans la lune (Viagem à Lua), famoso trabalho de Mèlies.


Lorena Sant`Ana

Viciada em livros, cinéfila, entusiasta na fotografia, apaixonada por gatos, pensadora constante, e por fim uma escritora aspirante de palavras. Bibliotela é um espaço para falar sobre filmes, livros e pensamentos. "A arte é eterna, a vida é breve"..
Saiba como escrever na obvious.
version 16/s/cinema// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Lorena Sant`Ana