Valéria Scavone

Paulistana e albatroz por consequência. Minha paixão é por 'algos': o improvável, a essência, a unidade, a troca, o diálogo, o existencialismo e a arte, que, sentida e, não necessariamente entendida, transpõe cada um destes algos. Um ser que não está na vida à passeio.

Retratos Postais


Mark_Powell_13.jpg

Envelopes antigos, uma caneta BIC e algumas horas, é o que o artista britânico Mark Powell precisa para desenvolver estes retratos incríveis!

Mark_Powell.jpg

O trabalho de Powell traz à tona o personagem central dos últimos séculos que sumiu sem que nos déssemos conta: a carta – transforma o ilustre pedaço de papel, que há tempos foi substituído por um clique, em obras de arte tão expressivas quanto o tempo.

Mark_Powell_2.jpg

O tema definido pelo artista é a relação vintage das cartas, que há anos não circulam mais, com as facetas de sujeitos com uma certa idade, expressadas pela multiplicidade de linhas – um emparelhamento de histórias para contar.

Mark_Powell_3.jpg

Mark_Powell_4.jpg

Mark_Powell_5.jpg

Mark_Powell_6.jpg

Mark_Powell_7.jpg

Mark_Powell_8.jpg

Mark_Powell_9-600x476.jpg

Mark_Powell_10-600x939.jpg

Mark_Powell_11-600x775.jpg

Mark_Powell_12.jpg

Mark_Powell_14.jpg

Mark_Powell_15.jpg

Mark_Powell_16.jpg

Mark_Powell_17.jpg

As obras de Powell são reproduzidas em pôsteres, disponíveis para venda no próprio site do artista.

| via


Valéria Scavone

Paulistana e albatroz por consequência. Minha paixão é por 'algos': o improvável, a essência, a unidade, a troca, o diálogo, o existencialismo e a arte, que, sentida e, não necessariamente entendida, transpõe cada um destes algos. Um ser que não está na vida à passeio..
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/ilustração// @destaque, @obvious //Valéria Scavone