cadê o futuro

Não tenha pressa, logo, logo chega.

Valter Geronimo Camilo Junior

Co-fundador e idealizador do Puta Letra. Graduando em Direito. Redator freelancer. Sempre incisivo.

Um pequeno poema para uma grande mulher

Desapegar é palavra de ordem.


8198538082_5495c5a75a_o.jpg

Escrever poesia é encontrar a si mesmo, olhar para dentro, dispender minutos em pleno silêncio. Sempre que fecho os olhos e deixo a minha mente vazia o papel se preenche com tinta. A poesia surge assim, sem esforço. Não é preciso métrica, arranjos delicados, nem nenhum outro ornamento. O poema é produto do acaso — assim como o universo, que supõe-se ter surgido do nada.

O pequeno poema a seguir é dedicado a uma grande mulher e faz referência ao fim de um relacionamento.

***

porra, menina, não vê que eu tô em outra? eu sei que  você sabe que eu sou  fraco, que eu tenho  esse seu gosto  bem na  minha  boca, mas agora já era  a nossa dança. vai pro mundo, ver gente diferente, sentir o que se sente quando estamos livres. porra, menina, sabe que eu te quero, vou te querer pra sempre: esse teu gozo,  esses teus seios; você é linda, homem não há de faltar no seu quarto, nem mulher, se for o caso, mas agora  já era a nossa dança. desapegar é  palavra de ordem. eu vou embora, numa outra onda, mas não sem a nossa última transa, por que você sabe que eu te amo.

***

Os meus melhores poemas estão sendo compilados na obra Memórias de um Poeta Delinquente, que será lançada oficialmente em agosto.

Quem quiser acompanhar, pode seguir essa página.


Valter Geronimo Camilo Junior

Co-fundador e idealizador do Puta Letra. Graduando em Direito. Redator freelancer. Sempre incisivo..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @destaque, @obvious //Valter Geronimo Camilo Junior