cadê o futuro

Não tenha pressa, logo, logo chega.

Valter Geronimo Camilo Junior

Co-fundador e idealizador do Puta Letra. Graduando em Direito. Redator freelancer. Sempre incisivo.

O século das mentiras universais – ou por que café não te deixa mais cult

Uma geração que compra manuais anti-zumbi, toma café religiosamente e escreve manchetes antes dos fatos.


Tablet-Coffee-news.jpg

Tem essa ideia moderna, que volta e meia vem à tona, de que o mundo abandonou as verdades universais. Relativismo é palavra de ordem. Dogmas, crenças, mitos e deuses foram colocados contra a parede. Ocorre que, no lugar das verdades, foram erguidas mentiras universais. Engodos, sensacionalismo, falsa modéstia e uma preocupação exagerada com a autopromoção.

Para evitar receber uma torrente de críticas e ser tomado por hipócrita, adianto que, como muitos, também fui seduzido pela beleza – às vezes efêmera – das séries, da boa música, do cinema alternativo e dos grandes romances do nosso século. Quis ter os meus quinze minutos de fama ou um milhão de visualizações.

Alguns meses atrás, num desses momentos de introspecção, me peguei questionando o hábito popular de assistir novelas. Aquilo não parecia fazer sentido. Alienados, pensei. No mesmo dia, porém, sentei em frente ao computador para ver The Walking Dead. O diabo é que, até então, eu nunca havia problematizado a questão.

Uma geração que compra manuais anti-zumbi, toma café religiosamente, escreve manchetes antes dos fatos e ignora as pequenas coisas da vida. Uma geração que abandonou as verdades indubitáveis e, sem saber para onde ir, refugiou-se em mentiras universais.


Valter Geronimo Camilo Junior

Co-fundador e idealizador do Puta Letra. Graduando em Direito. Redator freelancer. Sempre incisivo..
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// //Valter Geronimo Camilo Junior