café amargo

Açúcar ou adoçante?

Fernanda Pacheco

Tem 20 anos, é formada em história e aprecia certa miscelânea cultural

  • 93-blackriderbooklet.jpg
    O teatro de Tom Waits, Burroughs e Robert Wilson

    Inspirada nas fábulas alemãs “Der Freikugelguß des Schreibers” (1750) e "Der Freischütz Eine Volkssage" (1810), Burroughs, Bob Wilson e Tom Waits criaram a peça The Black Rider em 1990. Pouco conhecida fora da Europa, a peça uniu o que havia de mais comum entre os três.

  • p4.jpg
    Três pares de pés viajantes

    Eles se definem como três pares de pés que viajam e nunca param de sonhar. Jamille, Luandro e a pequena poesia, Kira. Dessa coragem toda de abrir mão de tudo pra viver a felicidade, essa família criou registros que instigam e cutucam a nossa vontade de mudar o que nos cerca.

  • 8_half_2.png
    Filmes P&B em fotos coloridas

    Os bastidores de sete clássicos cinematográficos p&b retratados em fotos coloridas

  • the-big-shave.jpg
    The Big Shave: o início de Scorsese

    Antes de conhecermos Martin Scorsese, ele já era dono de uma identidade visual única. Em 1967, ainda na faculdade, ele fez "The Big Shave" - um curta-metragem crítico e não recomendado para os mais sensíveis.

  • 17258_4.JPG
    Vá e veja: o filme sobre o ápice do irracional

    "Vá e veja" [1985] do diretor Elem Klimov não é MAIS um filme sobre a segunda guerra mundial e sobre o nazismo do tipo que você assiste e no fim volta à realidade como se aquilo fosse mera ficção. É perturbador e sensível. Uma obra de arte que nos leva além da reflexão.

  • juliette-des-esprits-1965-tou-03-g.jpg
    Uma pergunta sobre Fellini

    O poeta do cinema por treze diretores.

  • tumblr_m5vw9ebPXd1rxf2ifo1_500.jpg
    O que eu aprendi com Tom Waits

    As composições de Tom Waits confortam, mas não acomodam. A figura dele que estampa uma áurea teatral vadia vai além de um simples personagem e torna-se carne humana. Ele é demasiado humano. Demasiado.

  • the-ghost-of-madness.jpg
    Problemas psiquiátricos desenhados

    Galeria com criações de pessoas com problemas psiquiátricos.

  • mi_12896711408572705.jpg
    Uma dose de Drummond

    Ler Carlos Drummond de Andrade é um excesso obrigatório para confortar todos os ruídos da vida – e para atiçar também, claro. No texto "Como se fosse balanço" o autor faz uma pausa com o leitor para analisar a vida como ela é (ou como está).

  • Patti-Smith-butterfly.jpg
    Horses: o álbum de Patti Smith e Robert Mapplethorpe

    Conhecer a história de Patti Smith é tornar-se íntimo de sua relação com o fotógrafo Robert Mapplethorpe. O álbum Horses, lançado em dezembro de 1975, é o maior símbolo da intensa relação que existiu entre os dois e, obviamente, um dos pontos principais da história do Punk Rock.

  • barbara.jpg
    A música agridoce de Bárbara Eugênia

    Bárbara Eugênia é uma exclamação entre as cantoras da geração mais recente.

  • pfile171126_activity10744.jpg
    Debret e a negação do neoclassicismo brasileiro

    Jean Baptiste Debret, nascido em 18 de abril de 1768 na França, é conhecido até hoje como o pintor que retratou o cotidiano dos escravos no Brasil. O que poucos levam em consideração é que antes de vir pra cá, Debret era um pintor neoclássico, primo de Jacques-Louis David (1748-1825), principal nome desse estilo.

  • kurt-cobain-tracy-marander--large-msg-116075261372.jpg
    Fecal Matter: o embrião do Nirvana

    Kurt Cobain tinha sensibilidade para trabalhar com qualquer tipo de arte, mas a sua preferida sempre foi a música. Sua primeira banda, a Fecal Matter, serviu como válvula de escape para os seus demônios e foi a razão que levou o artista a se juntar com Krist Novoselic para mais tarde formarem o Nirvana!

  • tumblr_ma1dg5SdA81rcj8rwo1_500.jpg
    Os sussurros de “Je t’aime moi non plus”

    Serge Gainsbourg dizia que “Je t’aime moi non plus”, gravada inicialmente com Brigitte Bardot, era sublime e ao mesmo tempo parecia uma horripilante cópula. Com Jane Birkin foi pura técnica e segundo ele, muito melhor.

  • 150616_519547384743274_2005153545_n.jpg
    Contos do rio Estige e a decadência humana

    O livro “Contos do rio Estige”, lançado recentemente pela editora Patuá, causa impacto logo no início. Os mais inflados dirão que não há nada de excepcional, enquanto outros muitos dirão que faz mais do que sentido a obra do autor Luiz Fernando Pierotti.

Site Meter