café amargo

Açúcar ou adoçante?

Fernanda Pacheco

Tem 20 anos, é formada em história e aprecia certa miscelânea cultural

A fama inversa de Andy Warhol

Andy Warhol (1928-1987) é um dos artistas mais importantes do século XX e digo que ele ainda é em vez de “foi” porque acredito que mesmo depois da morte física, a obra continua influenciando o presente. Foi um consumista assumido que acreditava que o dinheiro alimentava a felicidade mais do que as pessoas ao seu redor e consagrou-se por um motivo totalmente ao contrário de sua ideologia: a Pop Art.


tumblr_lqydrq7vYd1qbeb8fo1_500.jpg

A famosa frase “no futuro todos terão os seus 15 minutos de fama” é dele – que por sinal teve os 15 minutos de fama mais eternos da história –, mas o artista desprezava as relações sociais que a fama lhe oferecia. As festas lotadas, os convites mais disputados, as celebridades que lhe cercavam... Ele queria distância e preferia ficar num quarto com suas duas paixões: a televisão e o gravador, que ele dizia inclusive ser casado (!). Andy gostava de observar a fama, mas não de participar dela. Gostava de interagir com os famosos, mas não gostava de ser como eles. Enxergava nisso um grande problema:

“Mas ser famoso não é assim tão importante. Se eu não fosse famoso, não teria levado três tiros por ser Andy Warhol. Talvez tivesse levado três tiros por estar no Exército. Ou talvez fosse um professor gordo. Como se pode saber?”

tumblr_m6wmpmArNO1rntwilo1_500.jpg

“As pessoas mais gentis e risonhas podem escrever os artigos mais perversos, e pessoas que você acredita que estão odiando você podem escrever os artigos mais engraçados e delicados. É mais difícil conhecer jornalistas do que políticos.”

Ele ficou famoso como artista plástico e cineasta – o experimental Vinyl (1965) trazia Gerard Malanga e a estreia de uma das musas de Andy, Edie Sedgwick, que depois de uma briga entre os dois foi "substituida" pela Nico. Produziu o Velvet Underground (se você nunca escutou, a hora é agora!) e fora tudo isso, ele também pintava, esculpia e editava a revista Interview! Era multifuncional quando o assunto girava em torno da arte.

O movimento Pop Art da década de 60 e 70 liderado por ele revolucionou a vida social americana, desde a escolha das cores vibrantes utilizadas nos quadros, passando por elementos do cotidiano como as latas de sopa Campbell que eram implantados nas obras, chegando às fotografias das celebridades feitas em sua casa. O entretenimento constante de Andy Warhol foi o responsável por atrair tanta fama à vida do artista. Abaixo estão alguns encontros que foram registrados. Boa companhia não lhe faltava, mas isso não importava tanto para ele.

589.jpg Andy, Edie Sedgwick e Gerard Malanga

Andy-Warhol-and-John-Lennon.jpg Andy e John Lennon

Andy-Warhol-and-Pelé.jpg Andy e Pelé

mick catherine.png Andy, Mick Jagger e Catherine Deneuve

tumblr_l3o0pfQPcJ1qzci65o1_500.jpg Andy, John Lennon e Yoko Ono

tumblr_l9bav8YlkT1qa1iiqo1_500.jpg Andy e Nico

tumblr_l74aqorl8K1qa5t0co1_500.jpg Andy, Paul Morrissey, Janis Joplin e Tim Buckley

tumblr_l75l90IU1U1qz6f9yo1_500.jpg Andy e Debbie Harry

tumblr_lcxhb9FRdw1qa1iiqo1_500.png Andy e Michael Jackson

tumblr_lfhn5vElrP1qz6f9yo1_500.jpg Andy e Burroughs

tumblr_lrjwo9P62w1qzt15co1_500.jpg Andy e Basquiat

tumblr_lurcn6cDz21qbsjqno1_500.jpg Andy e Hitchcock

tumblr_m2n2zldqKb1qeaqsco1_500.jpg Andy e Dylan

tumblr_m191j8Prq01qbfoleo1_500.jpg Andy e a banda The Clash

tumblr_md1kpdct8i1qg1tpko1_500.jpg Andy e Lou Reed

Para ler: A Filosofia de Andy Warhol - De A a B e de volta a A Editora Cobogó


Fernanda Pacheco

Tem 20 anos, é formada em história e aprecia certa miscelânea cultural.
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/fotografia// @destaque, @obvious //Fernanda Pacheco