O que eu aprendi com Tom Waits

por Fernanda Pacheco

Escutei “everything you can think” do Tom Waits e me bateu uma vontade eufórica de responder e/ou agradecer os tantos consolos, desabafos e momentos oferecidos por ele de compreensão mútua através de suas centenas de músicas que me encorajam há anos. Que me permitem sorrir e que me integram ao cinza dos dias – ora melancólicos, ora sarcásticos – de coração entregue às misérias (...)
Horses: o álbum de Patti Smith e Robert Mapplethorpe

por Fernanda Pacheco

Hotel Chelsea, 1970 “Nunca houve dúvida de que Robert faria meu retrato para a capa de Horses, minha espada sonora embainhada por uma imagem de Robert. Eu não fazia ideia de como ficaria, apenas que deveria ser verdadeira. A única coisa que eu prometi a Robert foi que eu usaria uma camisa branca sem nenhuma mancha.” Patti Smith nasceu artista em 1946 e desde... Ler artigo
A música agridoce de Bárbara Eugênia

por Fernanda Pacheco

Fazer comparações entre ela e as outras moças é algo injusto e preguiçoso. Cada uma tem a sua personalidade, sua qualidade e sua relevância! Além de ter tudo isso, Bárbara esbanja aos montes todo e qualquer talento através de suas composições. Ponto final. A cantora é carioca, mas vive em São Paulo para a sorte da própria cidade! Ela é uma das artistas responsáveis... Ler artigo
Fecal Matter: o embrião do Nirvana

por Fernanda Pacheco

Tudo começou com o nascimento do primogênito do casal Don e Wendy Cobain, Kurt Donald Cobain, no dia 20 de fevereiro de 1967 no Grays Harbor Community Hospital localizado em Aberdeen. A ligação de Kurt com a arte parecia predestinada! O pequeno menino que ria de tudo aos cinco anos costumava fazer desenhos perfeitos de seus personagens preferidos como o Pato Donald e o Pateta.... Ler artigo
Os sussurros de “Je t’aime moi non plus”

por Fernanda Pacheco

Uma das músicas mais polêmicas da história é a provocativa “Je t’aime moi non plus”, composta por Serge Gainsbourg no inverno de 1967 em Paris, numa cabine apertada do estúdio Barclay com a companhia da musa Brigitte Bardot. A música por sinal foi uma exigência de Bardot depois do início da intensa relação de amor entre os dois. Bardot disse apenas para ele escrever... Ler artigo
Versões musicais famosas que deram certo!

por Fernanda Pacheco

Bowie e Lennon, com Yoko e Simon & Garfunkel A minha intenção aqui é falar de coisa boa, por isso listei algumas versões musicais que funcionaram e ficaram bem legais. O interessante dessas versões é que a maioria funciona como "homenagem" e parcerias como o caso que inaugura esta listinha. A principal coisa que eu recomendo é: dê o play nos vídeos e aprecie... Ler artigo
A música francesa durante a ocupação nazista

por Fernanda Pacheco

Édith Piaf A França já foi o país mais efervescente do mundo e isso todo mundo sabe. Muito da atual fama que rodeia a nação francesa se deve ao seu passado cheio de cabarés, de produções artísticas que mudaram o cenário mundial, da belle époque que perdeu um pouco a graça depois da Primeira Guerra Mundial (3,5% da população, na maioria homens em idade... Ler artigo
A realidade dos negros legitimada pela música

por Fernanda Pacheco

Recapitulando o ano de 2012, cheguei à conclusão que eu tenho a obrigação de compartilhar com você o que eu aprendi de melhor e o que mais me modificou nos últimos tempos! Aprofundei-me nos estudos sobre a história e cultura afro-brasileira e cresci, simplesmente. Entre as ramificações da cultura afro presentes aqui no Brasil, o RAP foi um dos pontos que mais me atraiu,... Ler artigo
A relação do malandro com a arte

por Fernanda Pacheco

"Flanar é ser vagabundo e refletir, é ser basbaque e comentar, ter o vírus da observação ligado ao da vadiagem [...] Flanar é a distinção de perambular com inteligência.” (João do Rio em A Alma Encantadora das Ruas) As alterações ideológicas que o Brasil passou com a chegada da Primeira República forraram com cimento a cultura do malandro que passou a ser vista com... Ler artigo
Oasis e a fragilidade por trás dos encrenqueiros irmãos Gallagher

por Fernanda Pacheco

A banda Oasis ficou famosa por gerar dois sentimentos no público: o de amor e o de ódio. Ou você idolatra a banda ou você detesta e a razão de tudo isso é a relação intensa dos irmãos Gallagher. Considerados por muitos como arrogantes, Noel Gallagher e Liam Gallagher podem se gabar, sim, e podem fazer isso com direito a nariz empinado e careta!... Ler artigo
Artistas gringos cantando em português!

por Fernanda Pacheco

Antonio Brasileiro Virou moda aqui no Brasil gravar músicas em inglês, às vezes até discos completos, mas ai eu me pergunto: e se fosse o contrário? Se fosse não. É! Não sei você, mas eu tenho uma curiosidade natural em buscar gravações musicais de artistas gringos cantando no nosso idioma, e é até engraçado perceber as diferenças na hora da pronúncia, a dificuldade de... Ler artigo
GITANES

por Fernanda Pacheco

Há um tempo saiu aqui no Brasil um filme biográfico sobre o nosso amigo Serge, intitulado "Gainsbourg - O Homem que amava as mulheres" e aqui entre nós, um título completamente diferente do original que é "Gainsbourg - Vie Héroïque" (ou vida heróica), mas que resume bem o que se passa no filme. Costumo dizer que o trailer é mil vezes melhor que o próprio... Ler artigo