calango neptuniano

Breve análise sobre as patavinas psicossomáticas

Gabriel Bortolot Ferreira

Eu sou o tropeço da eternidade, a asfixia do tempo, o feijão do cosmo, o calibre 7.62 na testa de minha modéstia!

Four Rooms - quatro quartos, quatro diretores, um Tim Roth

Para os curiosos das relações limítrofes ator/diretor, aposto na escolha do filme em questão.


1955[1].jpg

Outrora, fora-lhes apresentado a obra Ten Minutes Older, coprodução dum mesmo tema (o tempo) para os exploradores das singularidades e diferentes pontos de vistas. Agora temos outro esquema. Um hotel, quatro quartos; Allison Anders, Alexandre Rockwell, Robert Rodriguez e Tarantino; e o incessantemente infortunado Ted (Tim Roth).

Para quem é escalado a dar conta dum hotel inteiro em véspera de ano novo não espera-se encontrar surpresas mais drásticas. Pois esta não é a realidade de Ted. Tim Roth é a versatilidade cômica de quatro diretores mestres que, imbuídos nos mais improváveis acontecimentos de uma noite, elaboram todas as possibilidades de como infernalizar uma noite, seja com bruxas afoguentadas, dois casais de capetinhas, um chifrudo contristado ou masoquistas milionários.

Para os curiosos dos limites das relações ator/diretor, aposto na escolha do filme em questão.


Gabriel Bortolot Ferreira

Eu sou o tropeço da eternidade, a asfixia do tempo, o feijão do cosmo, o calibre 7.62 na testa de minha modéstia!.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/Filmologias// //Gabriel Bortolot Ferreira