caminhos do conhecer

Poesia, Literatura, fotografia, música, cinema e outros suportes.

Renata Ferreira

Alguém que escreve para não sufocar, mas não gosta.
Escreve no Blog:http://beautedeschoses.blogspot.com.br/
Fanpage:https://www.facebook.com/viscerasexpostas?ref=hl

Já sofreu Preconceito Literário?

Nunca compreendi o porquê do chamado preconceito literário ...


Não vou escrever mais um texto sobre a importância da leitura, mesmo sabendo o quão é importante, pertinente e atual essa temática, mas gostaria de relatar minha experiência com leitores e como leitora. Trabalhei em Livrarias, bibliotecas, e cheguei à conclusão que sempre atendia as mesmas pessoas. Percebi que essas pouquíssimas pessoas eram estudantes (e a leitura era uma consequência) ou eram leitores de fato (porém sempre procurando o mesmo tipo de literatura, ninguém queria se aventurar). No meio acadêmico me deparei com o mesmo tipo de leitor (pessoas que liam muito, mas andavam com uma lista de livros obrigatórios). Nunca compreendi o porquê do chamado preconceito literário (acho todas as leituras válidas, principalmente para os que estão começando e não têm o hábito). Sempre ouvi falar, mas não tinha vivido essa situação. Para ser bem sincera, imaginava: “Ora, o Brasil não é um país de leitores, aqui lê-se pouco, então por que fala-se tanto de preconceito por parte dos brasileiros”. Mas existe, em todos os lugares, até os que não leem aprenderam a ser preconceituosos. Imagina isso? Certa vez, no setor de literatura da Uerj, estava esperando minha professora e relendo o livro que ganhei da minha querida Ju, “O Morro dos Ventos Uivantes” (PS: Amo esse livro e seus personagens). A edição que ganhei foi essa abaixo. Lembro que na época, os leitores queriam destruir a capa feita pela editora Lua de papel, pois tinha a seguinte citação: O livro preferido de Bella e Edward da série Crepúsculo. Achei ótimo, muitos jovens ,que nunca tinham ouvido falar em Emily Bronte e do clássico da literatura inglesa, leram o livro. Não importa para mim os motivos que os levaram a ler.

O_MORRO_DOS_VENTOS_UIVANTES_1353644395P.jpg

Mas, voltando ao setor de Literatura... Percebi muitos olhares tortos para mim, mas não imaginava o motivo. Minha roupa não estava rasgada, meu All Star estava um pouco sujo (mas isso é normal), meu cabelo um pouco bagunçado (mas isso também é normal) ...resumindo estava tudo ok. E depois de muitos olhares alguém perguntou: “Querida, que livro é esse?”. Respondi: “O morro dos ventos uivantes”. E a resposta da pessoa foi: “Ufa, pensei que fosse Crepúsculo, essa capa é igualzinha” Não momento quis dar um fora na pessoa, mas ignorei, e fiquei imaginando, "que babaca, como alguém que faz letras, quer ser professor, pode ser tão otário?".Respondam-me. Essa foi a minha primeira experiência com preconceito literário, e que me fez pensar na seguintes questões: Como o Brasil, país de raros leitores, pode ser tão preconceituoso? Fala-se tanto de incentivo à leitura, mas que incentivo é esse? Incentivamos o preconceito; incentivamos a ignorância, incentivamos a estupidez, incentivamos a arrogância, menos a leitura. Se o pequeno grupo de leitores leem o livro, é bom, caso contrário é um conteúdo de semicultos (não gosto desse termo). Amo a C. L. mas sei que há pessoas que não gostam, e não posso dizer: Minhas leituras são clássicas e maravilhosas, o que você lê é ruim. Sou a favor de todas as literaturas. Leia o que te agrada, se receber dicas de livros e quiser se aventurar, leia; o que não rola é criticar leitores porque leem Best Seller. Preconceito Literário deveria ser considerado crime; se não curte ok, mas vamos respeitar a leitura alheia.


Renata Ferreira

Alguém que escreve para não sufocar, mas não gosta. Escreve no Blog:http://beautedeschoses.blogspot.com.br/ Fanpage:https://www.facebook.com/viscerasexpostas?ref=hl .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Renata Ferreira