caminhos do conhecer

Poesia, Literatura, fotografia, música, cinema e outros suportes.

Renata Ferreira

Alguém que escreve para não sufocar, mas não gosta.
Escreve no Blog:http://beautedeschoses.blogspot.com.br/
Fanpage:https://www.facebook.com/viscerasexpostas?ref=hl

Pais preguiçosos e hipócritas =Crianças prejudicadas

Reclama-se tanto da realidade do nosso país: crianças e adolescentes que não leem; adultos que não tem senso crítico e são alienados; escolas que não formam pensadores e sim reprodutores de discursos etc. Eu vos pergunto: O que você família, pais, tios, padrinhos estão fazendo para que suas crianças não se tornem adultos alienados, cegos, ignorantes e reprodutores de discursos?


bicho-preguica-manaus.jpg

Trabalhando em biblioteca e livrarias pude perceber o quanto esses espaços não são explorados pelas famílias. Uma infinidade de livros, temáticas "empoeirados" nas estantes. Literatura, Economia, Política, Educação, Ética, Religião, Preconceito...São tantos os assuntos que poderiam ser discutidos após uma simples leitura que não caberiam nesse texto.

Além dos livros, uma série de atividades educacionais (teatro infantil, contação de histórias, atividades gratuitas) que poderiam ser descobertas e vividas, mas não há público. Onde estão esses pais e filhos? Eu respondo: Num sofá assistindo aquela novelinha, ou ainda, com a cara no celular ou computador.

Já ouvi muitos pais dizendo coisas do tipo: “Não estudei muito, logo não posso ajudá-los”. “Não tenho tempo, preciso trabalhar”. “Ele é inteligente, se vira sozinho”. Sei que muitos desses pais são hipócritas, que só sabem reclamar e nada fazem para ajudar seus filhos, e a si próprio; fingem acreditar que a escola será o suficiente. Alguns desses pais pararam de estudar há anos, tiveram a oportunidade de voltar mas não quiseram; outros, se acham velhos demais. O fato é que reclamam, reclamam, reclamam, e não fazem nada para mudar a situação familiar. Pais preguiçosos que não leem mas querem que o filho seja doutor (Não estou falando aqui de pessoas analfabetas, que não tiveram oportunidade nenhuma, e desejam coisas boas para os filhos; estou falando de hipocrisia. De pessoas que não fazem nada, não são exemplos para os filhos, e inventam qualquer desculpa esfarrapada para justificar sua situação).

Dia desses atendi uma pessoa que estava conhecendo a biblioteca pela primeira vez, inicialmente fiquei feliz, pois ela estava com os filhos. Logo, expliquei sobre os espaços infantis e infanto-juvenis, e sobre os diversos livros que os filhos e ela teriam acesso. E ainda tinha teatro e filmes. Ela me cortou dizendo que estava lá, porque tinha internet liberada, e tanto os filhos quanto ela adoravam facebook. Expliquei que poderia acessar, mas seria perfeito se destinasse algumas horas para ler com os filhos e os incentivassem à leitura. Ela disse: Eles nãos gostam, e eu também não.

Reclama-se tanto da realidade do nosso país: crianças e adolescentes que não leem; adultos que não tem senso crítico e são alienados; escolas que não formam pensadores e sim reprodutores de discursos etc. Eu vos pergunto: O que você família, pais, tios, padrinhos estão fazendo para que suas crianças não se tornem adultos alienados, cegos, ignorantes e reprodutores de discursos?

Encontro muitos usando a desculpa que não possuem dinheiro, e por isso não compram livros e não incentivam à leitura, e completam dizendo que a escola faz isso. Acorde, não é novidade: Vivemos num país de injustiças, não há investimento no ensino público, muito menos nos professores. Não espere sentado no seu sofá, vendo sua novelinha preferida ou seu jogo de foot , que seu filho sairá da escola um gênio argumentador e empreendedor, Isso é para poucos. Se não tem dinheiro para comprar, vá até uma biblioteca pública. Você não precisa de grana para frequentar uma livraria. Há diversas livrarias com espaços infantis lindos, que aceitam sua visita; você poderá ir, sentar com seus filhos e ler um livro.

Então, acorde e aprenda a ser pai e mãe, aprenda a cuidar dos seus filhos. Cuidado não é apenas colocar comida no prato. Se não estudou, comece agora. Se não lê, comece. Largue sua TV e vá estudar com seu filho, aprenderá e relembrará muitas coisas. Incentive-os a fazer coisas boas e interessantes para a mente. Não adianta deixá-lo jogar bola durante horas e horas se nem o exercício da escola ele faz. Admita: você quer descansar, e arruma qualquer atividade para seu filho fazer que o distraia, e não te perturbe.

Tome vergonha na cara, deixe a preguiça, e vá até escola do seu filho, compareça as reuniões, averigue o conteúdo que ele estuda; abra a mochila dele, e descubra o que está estudando, como o professor aborda o conteúdo, se não ficar satisfeito, reclame, ou melhor, ensine coisas novas. Se não sabe, procure alguém da família que saiba, um amigo... corra.... Tire seu bumbum do sofá, depois não adianta reclamar.


Renata Ferreira

Alguém que escreve para não sufocar, mas não gosta. Escreve no Blog:http://beautedeschoses.blogspot.com.br/ Fanpage:https://www.facebook.com/viscerasexpostas?ref=hl .
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 4/s/recortes// @destaque, @obvious //Renata Ferreira