chrizoca

Expressando os sentimentos como exercício para a alma

Christiane Afondopulos

Psicóloga e Advogada, mas que acima de tudo ama escrever e se encontrar em meio às palavras.

CADA "POST" VALE UMA DECEPÇÃO

Num tempo em que sentimentos são batizados como epidêmicos, como é o caso do “FOMO” (“Fear of Missing Out” – medo de perder alguma coisa) e do “FOBO” (“Fear of Being Offline” – medo de ficar desconectado), são cada vez mais comuns os comportamentos exagerados e suas piores consequências.


78373846.jpg

Algo muito ruim está acontecendo nos últimos tempos por conta das redes sociais: estamos nos decepcionando com as pessoas, e em alguns casos mais graves, estamos sentindo raiva de um bocado de gente.

Quando não existia uma exposição tão direta pelas redes sociais, nós conversávamos com as pessoas e conhecíamos suas características e seus pensamentos até um determinado ponto.

E esse ponto geralmente não extrapolava os limites da tolerância, do respeito e da sociabilidade. O discurso do outro dificilmente nos causava tamanho mal estar, irritação ou reprovação, até porque as pessoas sabiam que seriam responsabilizadas e cobradas no exato momento em que exteriorizassem suas ideias, ao vivo, cara a cara com seu interlocutor, e por isso a moderação se fazia necessária.

Mas a moderação definitivamente chegou ao fim com a era virtual, e o principal motivo é estar por trás da tela, sem o olho no olho, sem responsabilidade alguma. Não há o que temer, ainda que isso lhe custe algumas inimizades. O que acontece é que cada um escreve o que “der na telha”, sem reflexão e às margens de uma intolerância sem fim. Surge então algo ainda pior, a manifestação concreta através da escrita de todos os problemas internos e traumas do indivíduo sem que ele se dê conta. E isso choca o seu leitor!

Começamos então a conhecer o lado de um amigo ou de alguém da família que antes não conhecíamos e jamais imaginávamos, e a frustração é imediata.

Uma simples foto postada com um comentário aparentemente ingênuo pode nos causar uma decepção enorme, desprezo pelo pensamento do outro, tristeza profunda.

Depois de um tempo observando o comportamento diário das pessoas pelas redes sociais, podemos chegar ao ponto crítico de sentir raiva, vontade de vingança por meio de um comentário cruel ou desejo de excluir o indivíduo dos nossos contatos.

O problema é que estamos tão viciados nessa ferramenta, que não conseguimos ignorar esses acontecimentos ou simplesmente correr os olhos num post que não concordamos e “deixar passar”. Preferimos incorporar todos esses sentimentos ruins e alimentar a cadeia da decepção.

Talvez não exista solução para isso, pois é natural do ser humano que se frustre diante de uma aberração exposta na internet. Além disso, do jeito que as coisas vão, o "FOMO" e "FOBO" não aparentam ser passageiros.

Portanto, aquele que não ponderar suas manifestações no mundo virtual precisa estar ciente de que pode despertar a fúria alheia, uma decepção que muitas vezes não tem volta. E esse triste sintoma tem tomado conta de muitos de nós.


Christiane Afondopulos

Psicóloga e Advogada, mas que acima de tudo ama escrever e se encontrar em meio às palavras..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Christiane Afondopulos