coffee is my boyfriend

Pegue um café e sente aqui. Vamos falar sobre a vida.

Cristina Souza

Escrevo porque respiro. Ou seria ao contrário? Vejo poesia em tudo, e tudo que eu faço coloco o coração no meio - e um gole de café, é claro.

Fotografia e Poesia como remédio para a alma

Respirar e observar para não pirar: Os detalhes do cotidiano e toda a poesia que há na cidade retratada no projeto fotográfico e literário @floripoesia.


FotorCreated.jpg

Moro em uma cidade linda, arrisco-me a dizer que é uma das mais bonitas do Brasil, embora o conheça o nosso país menos que gostaria. Nessa Ilha que já foi uma pequena vila chamada Desterro e agora é Florianópolis, capital de Santa Catarina, você consegue encontrar praias selvagens, natureza pura, água verde, dunas, animais silvestres, muita pesca e cultura local – e para o badalados de plantão, há também festas, bares e tudo dentro desse contexto. Apesar de ser agraciada todos os dias com um pôr-do-sol lindo ou cenas bucólicas igualmente bonitas nos dias de chuva, eu passo a maior parte do tempo fechada em um escritório, olhando para a tela do computador. E isso me faz morrer aos poucos.

3.jpg

Como num respiro, passei a aguardar as horas de intervalo, em que eu não consigo permanecer em sala fechada – gasto a minha hora de almoço ou as pausas furtivas do cigarro em praças, avenidas, debaixo de uma árvore ou com os pés na areia mais próxima. O fato é que não consigo de jeito nenhum ficar enclausurada nos pequenos momentos que eu tenho para sair, literalmente, da caixa. E nessas escapadas, comecei a reparar em tudo: no orvalho que resistiu ao calor da manhã, no tom que fica o mar quando a luz do sol descansa sobre ele, nas pessoas indo e vindo sem parar, no verde, azul, rosa, amarelo e todas as cores, aromas e sabores que estão à minha volta. Quando comecei a prestar atenção naquilo que julgava corriqueiro, vi que os dias não são todos iguais e que a cidade por si só é uma linda poesia, com prosas escondidas em cada pedaço seu. Exatamente por isso, resolvi mostra-las.

1.jpg

Um celular. Uma cabeça pensante. Muita prosa presa na cidade: Assim nasceu o projeto @floripoesia, que visa mostrar para os moradores da Ilha da Magia como há beleza também nos pormenores. Para cada foto, crio uma poesia em cima – assim, na hora, sem preocupar-me com a estética, estrofe ou beleza, mas sim em dizer as coisas do coração. Vai lá e poeme-se!

2.jpg


Cristina Souza

Escrevo porque respiro. Ou seria ao contrário? Vejo poesia em tudo, e tudo que eu faço coloco o coração no meio - e um gole de café, é claro..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/fotografia// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Cristina Souza