coisas que pairam

Música, fotografia, design e outras coisas que pairam

Dimitry Uziel

é designer gráfico, colecionador de madrugadas, fragmentos, imagens e estranhos sons.

O post punk dos portugueses Uni Form

De Lisboa para o mundo? Ainda não. Mas que seja breve. Pois essa é uma daquelas bandas merecem reconhecimento imediato.


arquivo pessoal Nuno, Billy, Mike e David

Quanto mais distante de nós se torna a era post-punk, bandas como essa, tornam “aquele 1979” cada vez mais perto. Uni Form é uma banda formada em Lisboa, Portugal. E possui um estilo bastante conhecido e influenciador. Sim, eles bebem da fonte dos mais sublimes sons, e não negam isso. Joy Division, The Cure, Bauhaus entre outros nomes que fizeram do rock algo inimaginável.

Pois bem. Uni Form dera início às suas atividades no ano de 2006, formada pelos irmãos Nuno (bateria) e David Francisco (baixo), mais tarde, Billy entrara para o vocal. Após algumas mudanças de integrantes, por fim, Mike viera para o formato definitivo, assumindo guitarras e sintetizadores.

Coliseu.jpg Coliseu do Recreios - show de abertura para Peter Murphy

Em 2008, o primeiro EP surgira. Em 2010, o debut, Mirrors, fora lançado. Em 2011, os preparativos para um novo álbum deram início. Mas um novo EP viera antes, sob o título de Winter Blue. Então, mais maduros e cheios de fôlego, trouxeram ao mundo o segundo disco, muito mais potente. Algo que se deve prestar a devida atenção. Esse novo trabalho recebera o título 1984, inspirado no livro de George Orwell, que retrata um regime político totalitário e repressivo, e a falta de liberdade de expressão. Algo extremamente atual, lido em qualquer época.

1984.jpg 1984 (segundo disco - 2012)

Esse último trabalho da banda é digno de audição da primeira a ultima faixa, mas vale sublinhar a faixa 1, Walking on a Fire Line e a faixa 4, (música título) 1984. E, para quem aprecia o alto vocal de Paul Banks, do Interpol, não irá se decepcionar aqui.

Uni Form vem fazendo bastante barulho, mas, segundo Nuno, têm ganhado maior reconhecimento fora de Portugal (o que não é tão anormal nos dias de hoje, para algumas bandas). Já passaram pelo palco principal do Razzmatazz (Barcelona), o Wave Gothic Treffen (Alemanha), Elche Music Festival (Espanha) e fizeram os shows de abertura para os ótimos norte-americanos She Wants Revenge em Lisboa e Porto e, fizeram nada mais, nada menos que a abertura do show do mestre (e ídolo incondicional da banda) Peter Murphy, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

Agora, só nos resta uma alma caridosa trazê-los ao Brasil. Que seja breve!


Dimitry Uziel

é designer gráfico, colecionador de madrugadas, fragmentos, imagens e estranhos sons..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/musica// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Dimitry Uziel