culturiar

Culturiar é uma neologia, um verbo que exemplifica o nossa curiosidade sobre a cultura.

Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo...

Augusto Matraga e João de Santo Cristo

Dois homens que com o fim encontram a redenção de seus pecados


Caros amigos leitores, eu vos apresento dois anti-heróis que se fazem presente na literatura e na música e possuem características semelhantes. João Guimarães Rosa e Renato Russo criaram dois personagens enraizados de coisas ruins, que tiveram trajetórias opostas, mas um final igual, homens distintos, de classes sociais diferentes e com suas escolhas, sejam elas para o bem ou para o mal. images2323.jpgSem mais delongas, hora de confrontar as histórias, Augusto Matraga não é Matraga, é Esteves como o próprio Rosa já disse no começo do último conto de Sagarana, um dos clássicos da Literatura Nacional. Augusto Esteves era dito valente, temido por todos, tinha mulher e filha, mas as deixava em casa enquanto ia beber e vadiar com as prostitutas da cidade. Assim como Matraga o tal João de Santo Cristo não tinha medo, destemido personagem da longa música Faroeste Caboclo da Legião Urbana, que foi brilhantemente composta por Renato Russo. Os dois tiveram suas paixões, João de Santo Cristo com Maria Lucia, e Matraga com Dionóra, ambos foram traídos por suas mulheres com seus inimigos, no caso Jeremias e o Sr. Ovídio Moura. O chamado Inferno foi recorrente nas duas histórias, Matraga passou por esse momento quando apanhou dos capangas de Major Consilva, fazendeiro poderoso que mandou matá-lo por causa de dívidas, e o João de Santo Cristo quando foi violentado pelos amigos de Jeremias. Matraga além de apanhar foi marcado como um gado nas nádegas e jogado precipício abaixo, João de Santo Cristo além de ser estuprado, também apanhou demais. Ambos tiveram o acolhimento de pessoas que os ajudaram bastante, João de Santo Cristo encontrou seu primo Pablo em Taguatinga e na casa dele ficou morando. Já Matraga depois de rolar ribanceira abaixo teve a sorte que um casal de negros, a Mãe Quitéria e o Pai Serapião, encontraram-no e cuidaram como filho.

joao-e-maria-lucia-2.jpg João de Santo Cristo (Fabrício Boliveira) e Maria Lucia (Isis Valverde) em cena do filme Faroeste Caboclo®

Os dois passaram por fases de arrependimento dos pecados, Matraga quando foi amparado pelo casal tornou-se religioso cristão, e confessou ao padre que estava transformado. João de Santo Cristo teve seu momento arrependido quando conheceu Maria Lucia, deixou de traficar e voltou ao ofício de carpinteiro, fazendo planos de se casar com sua amada.

E eis que chega o ato final desse certame com os dois duelos, João de Santo Cristo enfrentou seu pior inimigo, Jeremias, com ódio e louco por vingança com tudo que passou, e armado com sua Winchester-22 dada pelo seu primo Pablo, acertou 5 tiros no bandido depois de ter sido ferido nas costas de forma covarde pelo mesmo. Augusto Matraga contra seus princípios de cristão, mas não se vendo com outra escolha confrontou seu mano velho Joãozinho Bem Bem, um espelho do que ele era na primeira parte do conto. Os dois lutaram e com uma faca talhando de baixo para cima, do púbis à boca do estômago, Joãozinho Bem Bem foi morto por Matraga. No momento de suas mortes, Augusto Matraga e João de Santo Cristo se transformaram em mártires, e se arrependeram realmente de seus pecados, os dois viraram santos porque sabiam morrer.


Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo....
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/// //Mário Lúcio
Site Meter