culturiar

Culturiar é uma neologia, um verbo que exemplifica o nossa curiosidade sobre a cultura.

Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo...

Eduardo e Mônica

A história de amor mais comentada nos últimos 27 anos.


legiao_dois.jpg“Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração?” A frase faz parte da música Eduardo e Mônica do álbum Dois da Banda Legião Urbana e brilhantemente composta por Renato Russo em homenagem a dois amigos particulares dele. Realmente nesse enredo não existe razão em se tratando de amor, quando um casal tem de se apaixonar acaba acontecendo, e esse é o caso de um dos casais mais ilustres da música brasileira. Graças à música o álbum da banda vendeu mais de 1,2 milhões de cópias. A história desses dois é muito bem estruturada durante a música, assim como na canção Faroeste Caboclo. Durante a música detalhes vão sendo revelados e que dão um ar de conto, cada verso mostra uma característica ou acontecimento, seja da vida de Eduardo ou de Mônica. Essa é uma das letras que fazem a gente analisar e analisar por muito tempo, pois existe um emaranhado de informações que às vezes fogem ao olhar até mais atento. Quem um dia irá dizer que existe razão Nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer Que não existe razão?

(A pergunta que não quer calar, será que existe razão para o amor?)

Eduardo abriu os olhos, mas não quis se levantar Ficou deitado e viu que horas eram Enquanto Mônica tomava um conhaque No outro canto da cidade Como eles disseram.

(Nessa segunda estrofe vemos um Eduardo preguiçoso e Mônica enchendo a cara logo cedo, podemos concluir que ele iria se atrasar e ela tinha virado a noite)

Eduardo e Mônica um dia se encontraram sem querer E conversaram muito mesmo pra tentar se conhecer Foi um carinha do cursinho do Eduardo que disse - Tem uma festa legal e a gente quer se divertir Festa estranha, com gente esquisita - Eu não estou legal, não aguento mais birita E a Mônica riu e quis saber um pouco mais Sobre o boyzinho que tentava impressionar E o Eduardo, meio tonto, só pensava em ir pra casa - É quase duas, eu vou me ferrar.

(Eduardo foi ao conselho de um carinha do cursinho e acabou se arrependendo naquele momento, afinal não era o ambiente dele, e a Mônica claramente mais experiente debochava do primeiro pileque do menino)

Eduardo e Mônica trocaram telefone Depois telefonaram e decidiram se encontrar O Eduardo sugeriu uma lanchonete Mas a Mônica queria ver o filme do Godard.

(Apesar de tudo eles combinaram um encontro, Eduardo mais metódico queria algo simples numa lanchonete, só que a Mônica sugeriu um filme de Jean-Luc Godard, um cineasta franco-suíço. Godard realizou vários filmes em sua carreira, mas no contexto do enredo vamos admitir que fosse o filme Passion que mais se aproxima da data da música e também porque fala de pintura, uma das preferências de Mônica)

Se encontraram então no parque da cidade A Mônica de moto e o Eduardo de camelo O Eduardo achou estranho e melhor não comentar Mas a menina tinha tinta no cabelo

(O camelo citado não é de forma literal o animal de duas corcundas, é uma alcunha para a bicicleta) Eduardo e Mônica eram nada parecidos Ela era de Leão e ele tinha dezesseis Ela fazia Medicina e falava alemão E ele ainda nas aulinhas de inglês Ela gostava do Bandeira e do Bauhaus De Van Gogh e dos Mutantes Do Caetano e de Rimbaud E o Eduardo gostava de novela E jogava futebol-de-botão com seu avô Ela falava coisas sobre o Planalto Central Também magia e meditação E o Eduardo ainda estava No esquema "escola, cinema, clube, televisão".

(Obviamente percebemos que Mônica, uma leonina forte e independente, tinha uma disposição para fazer várias coisas. Inteligente, pois não é qualquer uma ao passar num curso de Medicina e aprender a falar alemão, há citações sobre os poetas Manuel Bandeira e Arthur Rimbaud, o compositor e cantor Caetano Veloso e os grupos Bauhaus, estilo pós-punk, e os Mutantes de Rita Lee. Eduardo um exímio noveleiro com certeza não perdia um capítulo de Selva de Pedra ou Cambalacho, o fato dele jogar futebol de botão com o avô só confirma que ele era caseiro, já Mônica tinha a mente mais aberta e apesar de fazer um curso que exige bastante do aluno, conseguia ter vida social)

E, mesmo com tudo diferente Veio mesmo, de repente Uma vontade de se ver E os dois se encontravam todo dia E a vontade crescia Como tinha de ser.

(Até agora toda a história só vem confirmar a máxima de que os opostos se atraem)

Eduardo e Mônica fizeram natação, fotografia Teatro e artesanato e foram viajar A Mônica explicava pro Eduardo. Coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar Ele aprendeu a beber, deixou o cabelo crescer E decidiu trabalhar E ela se formou no mesmo mês Em que ele passou no vestibular E os dois comemoraram juntos E também brigaram juntos, muitas vezes depois E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa Que nem feijão com arroz.

(Durante a música vemos que Eduardo foi mudando aos poucos, foi amadurecendo graças a Mônica, um melhoramento físico e intelectual)

Construíram uma casa uns dois anos atrás Mais ou menos quando os gêmeos vieram Batalharam grana e seguraram legal A barra mais pesada que tiveram.

(Mostram ser um casal unido não só nos momentos bons, mas também nos ruins, é possível afirmar que os gêmeos não foram planejados e o orçamento dos dois teve que ser remanejado)

Eduardo e Mônica voltaram pra Brasília E a nossa amizade dá saudade no verão Só que nessas férias não vão viajar Porque o filhinho do Eduardo Tá de recuperação.

(Renato Russo mostra no final o quanto esse casal é importante ao ponto de deixar saudades e ressalta que só não iria encontra-los porque um dos filhos do casal tinha repetido na escola).

E quem um dia irá dizer que existe razão Nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer Que não existe razão?

(A última estrofe repete a primeira e faz todo o sentido depois de toda a história que foi contada)

Para encerrar caros leitores do Obvious, deixo um vídeo da empresa de telefonia VIVO® que em 2011 homenageou esse casal, é incrível como foi bem montadas as cenas em união com a música, na época teve uma baita repercussão nas Redes Sociais, com milhares de compartilhamentos.


Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo....
Saiba como escrever na obvious.
version 8/s/// //Mário Lúcio
Site Meter