culturiar

Culturiar é uma neologia, um verbo que exemplifica o nossa curiosidade sobre a cultura.

Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz afro descendente com um pouco de dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo.

O Fim da Kombi

A despedida de um dos automóveis mais populares em todo o mundo.


VW_Kombi_Camper_58.jpgA 1ª Kombi produzida no Brasil Depois de longos 56 anos, a Volkswagen do Brasil anunciou que irá deixar de produzir a boa e velha Kombi, o veículo que sempre fez um grande sucesso em várias partes do mundo. O nome Kombi vem do alemão Kombinationsfahrzeug que significa “veículo combinado” ou “veículo multiuso”, realmente esse automóvel pode ser considerado multiuso, usado para carregar pessoas, mercadorias, seja lá o que for seu espaço interno é amplo e proporciona várias opções para o motorista. O projeto desse automóvel foi uma ideia do holandês Ben Pon, o conceito era simples unir o conjunto mecânico do Fusca a um novo veículo prático, começou a ser produzido na Alemanha em 1949 chegando ao Brasil em 1953, posteriormente em 1957 começou a produção do veículo em São Bernardo do Campo. O layout da Kombi brasileira era quase igual ao modelo alemão, tinha um motor 1.192 cm³ de 30 cv líquidos (que foi usado no Fusca dois anos depois), associado ao câmbio manual de quatro marchas. A velocidade máxima era de 100 km/h.

A Kombi foi exportada para mais de 100 países ao longo de sua história, sendo os principais além do Brasil; Argélia, Argentina, Chile, Peru, México, Nigéria, Venezuela e Uruguai. Ele já teve vários tipos de formato, Standard, Luxo, Furgão ou Pick-up. No Brasil era fabricada a segunda geração da Kombi, ao total ela possui 5 gerações. A geração T2 do Brasil deixou de ser fabricada na Alemanha no final da década de 1970. LastEdition.jpgO cancelamento da produção do Type 2 já era esperado, afinal a partir de 2014 com as novas regras de segurança o airbag duplo e os freios com sistema ABS serão obrigatórios em veículos novos no Brasil, na Kombi T2 já não é possível essa adaptação. A Kombi é o veículo com a maior longevidade na história da indústria automobilística mundial, a Volkswagen idealizou seu último modelo T2, batizando-o de Last Edition. Para você que é um fã do veículo e quiser ter o último exemplar terá que correr, pois só serão lançados 600 modelos com o custo de R$ 85,000.

Chamada popularmente de Pão de forma em Portugal, a Kombi já foi marca registrada em vários filmes como o Filmore em Carros (2006), no filme A pequena Miss Sunshine (2006) também foi usada uma Kombi e em De Volta para o futuro (1985) ela também estava presente e não podemos deixar de citar o veículo Mistery usado por Fred, Velma, Daphne, Salsicha e Scooby Doo. A Kombi também é considerada um ícone da filosofia hippie, nos Estados Unidos na década de 1960 o pessoal itinerante daquela geração usava o veículo como uma espécie de pequeno albergue, no famosíssimo festival de Woodstock (1969) o que mais se viam eram Kombis caraterizadas com os símbolos do movimento Paz e amor. Faltam 37 dias para o fim da Kombi no nosso país e o sentimento dos aficionados pelo veículo é de saudade, em Setembro desse ano, por exemplo, dezenas de Curitibanos se reuniram para fazer uma mensagem em formato de mosaico com suas Kombis, um coração e uma pergunta “Fim?”. Talvez esse seja a fim para a Volkswagen como fez questão de estampar em sua propaganda “Vai aí a Kombi. Em Breve, em nenhuma concessionária perto de você”, mas para os apaixonados por esse pão de forma que já foi chamado até de Perua, a Kombi jamais irá acabar, pelo menos não na memória.


Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz afro descendente com um pouco de dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo. .
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/// @destaque, @obvious //Mário Lúcio
Site Meter