culturiar

Culturiar é uma neologia, um verbo que exemplifica o nossa curiosidade sobre a cultura.

Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz afro descendente com um pouco de dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo.

O comercial da discórdia?

Artigo sobre o novo comercial do Boticário


Desde o dia 25 de Maio deste ano, circula na internet e televisão, o comercial sobre o dia dos namorados da empresa O Boticário. Com o título de “Casais” o vídeo mostra uma propaganda de um de seus perfumes e algumas pessoas se arrumando para levar os respectivos presentes aos seus amores. A surpresa para muitos é que ao contrário das eventuais campanhas publicitárias sobre a data em questão, o Boticário quis mostrar algo já evidente em nossa sociedade contemporânea, os casais homoafetivos.

casais-bot.jpgAs cenas do comercial de O Boticário

Vários comentários sobre essa propaganda já foram vinculados em redes sociais e outros meios de comunicação, pessoas que adoraram a leveza como o tema foi abordado e outras que execraram a questão, com o argumento de que fere o conceito da família brasileira e que também seria antibíblico. O pastor Silas Malafaia inclusive promoveu em seu canal do Youtube, uma campanha contra O Boticário e qualquer outra propaganda que, na sua visão, incentiva ao homossexualismo. Os vários protestos e ameaça de boicote à marca geraram até uma abertura de processo investigativo por parte do CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).

Independentemente de qualquer coisa, a equipe de Publicidade do Boticário foi genial, pois por mais que tenha tocado num tema que gera muita discussão e sabendo da possibilidade de veto do CONAR, a empresa sabe que quem gosta realmente de seus perfumes continuará usando e de quebra ganhou a simpatia do público gay às vésperas da 19ª parada do orgulho GLBT na maior capital do país.

A temática homoafetiva já vem sendo abordada em novelas, séries e outras campanhas publicitárias já usaram desse recurso também, como por exemplo, o comercial da marca Sonho de valsa, vinculado em Abril com o slogan “Pense menos, ame mais” que contava com uma cena de beijo entre duas mulheres. Outras empresas como Coca-Cola, Facebook, Google, Motorola já declaram seu apoio à diversidade de escolha.

Se as consequências da propaganda serão benéficas ou não para a marca, e principalmente nas questões e debates comportamentais, com relação à homofobia e o preconceito de uma maneira geral, só o tempo dirá, mas se a proposta era criar impacto e evidenciar o amor em suas mais variadas faces, isso eles conseguiram com sucesso.


Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz afro descendente com um pouco de dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// @destaque, @obvious //Mário Lúcio
Site Meter