culturiar

Culturiar é uma neologia, um verbo que exemplifica o nossa curiosidade sobre a cultura.

Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz afro descendente com um pouco de dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo.

A flor do Lácio no cinza obscuro

Curiosidade presente na cidade de São Paulo.


A capital tem vários lugares fantásticos, abraça todos os tipos de pessoa, credos, culturas, idades e cores. O turista que passa por São Paulo ou até mesmo o próprio paulistano talvez não saiba de segredos que a cidade esconde. Contarei para vocês de um lugar em específico que provavelmente muitas pessoas nem sabem que existe. Quem desembarca na estação Paulista da linha amarela do metrô ou já esperou ônibus naquele ponto do encontro entre Av. Paulista e Rua da Consolação já deve ter percebido essa entrada meio estranha da foto abaixo.

Passagem-Literária-2-1024x768.jpg

Tem muitas pessoas que passam reto com medo de entrar ali, afinal é normal termos medo de algo que não conhecemos, particularmente eu também já tive receio de entrar nesse lugar. Alguns leitores podem imaginar que lá tenha mendigos, viciados em drogas, um cheiro insuportável de urina e outras coisas possam afugentar o pedestre. Ledo engano senhoras e senhores, vocês irão ficar pasmos.

Passagem-Literária-3-1024x768.jpg

Logo nas escadas você já percebe que é um lugar no mínimo curioso, várias colagens de revistas, jornais, encartes, capas de disco, mapas, desenhos, uma infinidade de informações culturais ali na sua cara, quase que dizendo “Tá curioso né? Então desça mais um pouco”. E ao descer você se depara com algo que nunca imaginaria que teria ali, mas como é bom se surpreender.

577078_584558074888255_629492619_n.jpg

Esta é a passagem literária da Consolação. Embaixo de um dos lugares mais movimentados de São Paulo existe um espaço cultural, muito bem iluminado. Conta com um sebo com mais de quatro mil títulos de livros, exposições, intervenções artísticas e música ambiente. É inevitável para os amantes de cultura não ficarem perplexos com esse simples detalhe numa das maiores cidades do mundo. O projeto foi organizado por livreiros que antes ocupavam a Av. Paulista, mas tiveram que abandonar o comércio ambulante na região. Sendo assim, eles sugeriram a criação de um espaço para exercer a profissão de uma forma regular. Em parceria com a subprefeitura da Sé, o lugar eleito foi a passagem subterrânea da Rua da Consolação, que naquela época estava inteira destruída e oferecia riscos à população. A galeria subterrânea foi construída em 1970, e em 1989 passou por uma reforma e revitalização urbanística, sob a responsabilidade do arquiteto Nadir Mezerani, seu idealizador. Em 2005 o espaço sofreu nova reforma, tendo então a cara que tem hoje.

486391_528275763849820_522651613_n.jpg

Após a revitalização, surge a Associação Via Libris, responsável pela programação cultural e a conservação da Passagem Literária. Quatro livreiros comandam a organização e trabalham alternadamente no recinto. Adilson, Cristina Pessoa, Odete Machado e Silas Rocha recebem os lucros das vendas de seus próprios acervos de livros. Outro acervo coletivo, e com publicações com preços populares, custeia o que se gasta com a manutenção do espaço, pois a Via Libris não possui patrocínio. Esse curioso corredor subterrâneo dessa cidade que faz hoje 462 anos fica aberto de segunda a sexta das 7h às 22h; sábados, domingos e feriados das 10h às 22h. Quem tiver a oportunidade daqui pra frente de passar por ali, não se acanhe, desça as escadas e desfrute de um ótimo espaço.


Mário Lúcio

Eu sou apenas um rapaz afro descendente com um pouco de dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo da Grande São Paulo. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious //Mário Lúcio
Site Meter