da janela das eumênides

...cada amanhecer traz a razão para recomeçar...

Maria Brockerhoff

As Eumênides acreditam, piamente, na sorte do trevo de quatro folhas… regado com suor, garra, técnica e insônia!

Groenlândia... finalmente!

Costa da Groenlândia à vista. Pela escotilha desfilam castelos de icebergs, cordilheiras de gelo ao pôr do sol. Neste fim de mundo o ciclo de cor, de luz, de movimento é um espetáculo ímpar...


Foto: Rainer Brockerhoff

Ammassalik / Tasiilaq, Groenlândia, cercada de pedra pura!

Foto: Rainer Brockerhoff

É a primeira cidadinha no nosso roteiro; fundada em 1894, tem dois mil habitantes. Cada um recebe auxílio financeiro da Dinamarca, parece não haver programa de incentivo ao trabalho e o nível de alcoolismo é muito alto.

Foto: Rainer Brockerhoff

Em cada casa vimos um trenó, daí a sinalização:

Foto: Rainer Brockerhoff

Os cães são hábeis no trenó, trabalham muito e não são para brincadeiras ou de estimação. O treinador deve conhecer bem a aptidão dos cães, adestrando-os especificamente para as funções de lateral, de fundo e, principalmente, de líder na condução do trenó.

Foto: Rainer Brockerhoff

É proibida a importação de cães para impedir a mistura de raças. O ponto negativo é a manutenção desses belos e úteis animais acorrentados.

Os meninos são amáveis e a curiosidade é mútua.

Foto: Rainer Brockerhoff

O cemitério ao pé da pedreira. Cruzes sem nome ou data. Sempre visitamos cemitérios; são lugares reveladores de costumes e histórias.

Foto: Rainer Brockerhoff

A pesca é a principal fonte de alimento e cada um bota o almoço para secar.

Foto: Rainer Brockerhoff

Apenas por navio ou helicóptero se chega aqui. É um lugar muito diferente. Esta quebra de paradigma traz um misto de espanto e de surpresa.

Foto: Rainer Brockerhoff


Maria Brockerhoff

As Eumênides acreditam, piamente, na sorte do trevo de quatro folhas… regado com suor, garra, técnica e insônia!.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Maria Brockerhoff