da ponte para o miradouro

Para além do visível... desassossego!

Ana Mendes Pinto

BRUCE NAUMAN- A COMPLEXIDADE DA MENTE

O artista americano Bruce Nauman desenvolve o seu trabalho dentro dos limites da arte contemporânea. Para criar as suas obras utiliza diversas meios desde vídeo, fotografia,gravura, escultura,instalação e performance... tornou-se conhecido,sobretudo, pela sua irreverência artística: Nauman cria situações escultóricas que submetem o espectador a um "teste", procurando trabalhar com a complexidade e fragilidade da mente humana.


Embora utilize diversos meios para criar as suas obras não são os meios mas sim as ideias que são corpo e essência das mesmas. As suas principais preocupações conceptuais relacionam-se com a mente e a psicologia:

como funciona a mente? o que é a mente? quão é vulnerável? como é vulnerável?

A imagem que e segue corresponde a uma das suas obras. Intitula-se "Double Steel cage" e data de 1974. Esta escultura é composta por duas "jaulas", uma dentro da outra, onde espectador é convidado a entrar e a caminhar ao longo do estreito corredor formado pelo espaço entre elas. É uma obra que necessita da vivência do espectador no seu interior para ganhar completo significado. Como a "jaula" interior ocupa quase todo o espaço o espectador apenas se pode mover com dificuldade na lateral. Torna-se uma experiência claustrofóbica que coloca o participante numa situação de ansiedade e aprisionamento entre os dois espaços.

double steel cage

bruce-nauman-double-steel-cage

A imagem seguinte corresponde a um registo fotográfico da obra Fonte Refluxo: uma performance realizada por Nauman em 1966. A performance consiste no acto de cuspir/esguichar um jacto de água pela boca repetidamente. A saliva com um duplo simbolismo, ora associada a nojo ou intimidade, coloca o espectador numa posição de desconforto ao ser constantemente/repetidamente (quase como um ritual)confrontado com a mesma cena.

selfportraitasfountain.jpg

Nauman interessa-se pelas reacções da mente humana testando o modo como a mente chega a essas ideias.


deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 4/s/artes e ideias// //Ana Mendes Pinto