dadaísta

um blog sobre arte e desordem

Cátia Andressa da Silva

Fala muitos palavrões, os amigos dizem que é indecente, mas também a chamam de feminista, de nerd, dizem que é inteligente e essas coisas todas e tal… Estudou história e ciências sociais e já fez cursos de culinária e maquiagem de circo. Trabalha blogando e com o que chamam por aí de Social Media. Rouba canetas e coleciona afetos.

A Londres dos seus moradores de rua

Um projeto em Londres produz um incrível impacto social através da arte, da fotografia. Ele junta a observação e os talentos de moradores e artistas de rua com a visibilidade dos cafés e promove exposições, concursos e formação. O resultado é sensível, bonito e extremamente humano. Vale a pena demorar um pouco mais o olhar.


É bonita.

capa.jpg

Em 2012, um grupo voluntário chamado Cafe Art foi criado em Londres com o objetivo de conectar artistas e moradores de rua a estabelecimentos locais, especialmente cafés, onde suas artes pudessem ser expostas e a renda proveniente dessas exposições fosse revertida em seu próprio benefício, para melhorar condições de vida e fomentar a formação desses artistas. A iniciativa se tornou um sucesso, a adesão social foi imediata e o impacto de suas ações começou a reverberar.

câmera.jpg

Em julho deste ano, eles entregaram 100 câmeras descartáveis ​​Fujifilm para os sem-teto de Londres, acompanhado por um treinamento da Royal Photographic Society e um pedido: que fossem feitas fotos da cidade com o tema "My London". 80 câmeras e mais de 2.500 fotos foram devolvidas. Destas, 20 foram escolhidas por um corpo de jurados e foram a votação popular, em uma exposição pública, para se tornarem a terceira edição de um calendário com o nome do projeto.

As fotos escolhidas, além da primeira utilizada aqui nesse post, que ilustrará a capa do calendário, foram:

janeiro.jpg

fevereiro.jpg

março.jpg

abril.jpg

maio.jpg

junho.jpg

julho.jpg

agosto.jpg

setembro.jpg

outubro.jpg

novembro.jpg

dezembro.jpg

A campanha para a produção desse calendário está rodando na plataforma de financiamento coletivo Kickstarter. Todo o dinheiro arrecadado será destinado ao pagamento da impressão das fotografias e do calendário, à recompensa dos fotógrafos, à compra de materiais de arte para grupos de arte afetados pela falta de moradia ou ajudando as pessoas participarem de cursos de arte com os quais sonham.

Arte como impacto social. Sim! Awesome!


Cátia Andressa da Silva

Fala muitos palavrões, os amigos dizem que é indecente, mas também a chamam de feminista, de nerd, dizem que é inteligente e essas coisas todas e tal… Estudou história e ciências sociais e já fez cursos de culinária e maquiagem de circo. Trabalha blogando e com o que chamam por aí de Social Media. Rouba canetas e coleciona afetos..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/fotografia// @obvious, @obvioushp //Cátia Andressa da Silva