de dentro da cartola

Entre um sacudir e outro: a palavra

Giseli Betsy

Meu instrumento é a palavra. Minha maior motivação é o desafio.

Dixie Chicks e a tal liberdade de expressão

Dixie Chicks eram pouco conhecidas fora dos Estados Unidos, o trio texano de música country ficou mundialmente famoso não por sua música, mas por protagonizar um escândalo. Em um show realizado em Londres, a vocalista da banda, Natalie Maines, ao discursar contra a invasão norte-americana do Iraque, afirmou que sentia vergonha de o presidente George W. Bush também ser do Texas.


Dixie1.jpg

Dixie chicks é o grupo feminino de maior sucesso de todos os tempos, tendo vendido mais de 30 milhões de álbuns somente nos Estados Unidos. O trio é composto por uma banjoísta, uma violonista, e uma violinista.

As irmãs, Emily Robison, Martie Maguire e Natalie Maines se tornaram bastantes conhecidas devido ao talento e habilidade vocálicas, instrumentais, senso de moda e comentários políticos. O trio se tornou um fenômeno de público no final dos anos 90. Os dois primeiros CD’s, Wide Open Spaces (98) e Fly (99), venderam juntos mais de 19 milhões de cópias rendendo quatro grammy’s ao grupo.

Dixie7.jpg

Em 2002 veio o álbum Home, disco aclamadíssimo pela crítica que rendeu mais quatro grammy’s a elas. Sem contar que receberam inúmeros prêmios pela Billboard e outras entidades pelos três álbuns. Até então, Dixie Chicks era unanimidade e o grande fenômeno da música country.

Dixie2.jpg

Mas foi em março de 2003, quando o grupo estava no topo do mundo, elas viajaram a Londres para iniciar a turnê europeia do aclamado CD Home. Num Shephered’s Bush Empire Theatre lotado o grupo se apresentou e antes de cantar a belíssima música “Travelin Soldier”, a vocalista Natalie Maines deu uma declaração nas vésperas da invasão dos Estados Unidos ao Iraque que caiu como uma bomba:

“Só para que vocês saibam, nós estamos do mesmo lado que vocês. Nós não queremos esta guerra, esta violência e temos vergonha de ser do mesmo estado que o presidente George W. Bush, o Texas”.

“Two days past eighteen He was waitin' for the bus in his army greens Sat down in a booth at a café there Gave his order to the girl with a bow in her hair…”

Foi o que bastou para o mundo de Dixie Chicks cair, a declaração gerou um mal-estar instantâneo nos Estados Unidos.Se Dixie Chicks era unanimidade e o grande fenômeno da música country, se lotavam shows, se suas músicas tocavam nas rádios sem parar e vendiam álbuns aos montes, deixaram subitamente, de ser tudo isso logo depois.

Dixie6.jpg

Elas foram vaiadas no Academy of Country Music Awards, Os ex-fãs ligavam nas rádios e pediam para não tocar ou tirar as músicas, pessoas quebraram e queimaram os CD’s publicamente. Um DJ de uma rádio do Texas disse: “Não é porque não gosto de Dixie Chicks que parei de tocar. Mas é porque não aguento mais receber e-mails de ódio ou telefonemas de ameaças. Nesse momento é menos arriscado tocar Marilyn Manson numa rádio country do que Dixie Chicks”.

Dixie5.jpg

Com todo esse turbilhão em sua volta, as meninas aproveitaram para dar um tempo. Emily e Martie voltaram para o Texas, já Natalie mudou-se para Los Angeles. Mas o trio não parou de trabalhar. Lançou o documentário "Shut up & sing" (cale a boca e cante uma referência irônica ao que aconteceu).

A canção "Easy silence" (silêncio fácil), também está impregnada das crises e sentimentos que rodearam as três artistas depois do episódio. Parte da letra batizou a turnê do disco, chamada "Accidents e accusations" (acidentes e acusações).

“When the calls and conversations Accidents and accusations Messages and misperceptions Paralyze my mind...”

E abre caminho para a terceira faixa, hit do álbum, chamado "Not ready to make nice" (não estou pronta para ser boazinha). O refrão diz claramente a que a música veio: "Não estou pronta para ser boazinha / Não estou preparada para recuar / Ainda estou brava demais / E eu não tenho tempo de ficar dando voltas / É tarde demais para fazer o certo / Eu provavelmente não faria se pudesse / Porque estou brava demais / Não posso fazer o que você acha que eu deveria."

“Forgive, sounds good Forget, I'm not sure I could They say time heals everything But I'm still waiting…”

E isso é apenas o começo. A música ainda fala sobre pagar preços pelo que se faz a impossibilidade de esquecer o que passou, sobre não haver arrependimentos e a ameaça de morte. E é exatamente nesta letra que consta o famoso "Shut up and sing" que deu título ao documentário. O documentário também foi um sucesso de críticas em todo o mundo. No final, o grupo novamente está de volta a Londres, no mesmo Sheperds Bush Empire, quatro anos depois.

Natalie vai ao microfone e diz:“Bom, estamos de volta ao local do crime (todos aplaudem). Eu não tenho nada de novo a dizer. A não ser que sinto vergonha de vir da mesma terra que o presidente Bush”.

Elas ainda foram as grandes vencedoras da 49ª edição do Grammy, vencendo as cinco categorias pelas quais disputaram.

Dixie3.jpg

Dixie Chicks, por sustentar a sua opinião, levaram pancadas de todos os lados. Mas as meninas sobreviveram e com todo esse episódio o trio acabou ganhando um público mais maduro e mais interessado nas questões políticas. São também um exemplo para que ninguém deixe os problemas superarem a vontade de vencer. Elas foram mal interpretadas, como expõe o documentário,e em nenhum momento elas deixaram de acreditar que superariam isso.

“I wished I was smarter, I wished I was stronger I wished I loved Jesus the way my wife does I wish it had been easier instead of any longer I wished I could have stood where you would have been proud…”


Giseli Betsy

Meu instrumento é a palavra. Minha maior motivação é o desafio..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/musica// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Giseli Betsy