Jocê Rodrigues

Escritor e editor.

Shin KwangHo: Desfigurar Para Existir

Um breve passeio pelos impressionantes retratos, quase abstratos e de grande expressividade, do jovem artista sul-coreano


SA_Shin-KwangHo_Sickest-Addictions_Sick-Addicts_2012_1.jpg

Shin KwangHo é um artista sul-coreano que traz em seu trabalho pictórico um exercício de alteração/diluição da figura como forma de afirmação da mesma, utilizando o desenho proporcional do realismo pintado de forma expressionista

Seja utilizando carvão ou óleo sobre tela (às vezes mesclando as duas técnicas), as obras de KwangHo impressionam logo de início por essa desvirtuação da nossa própria imagem que, mais do que mascarar a figura, parece desvelar a verdadeira essência do existir por trás dela: uma incerteza e indefinição do ser concreto.

untitled oil on canvas 130 x 162 cm 2013.jpg Untitled, Oil on Canvas, 130 x 162 cm, 2013

untitled oil on canvas  60 x 45 cm 2013.jpg Untitled, Oil on Canvas, 60 x 45 cm, 2013

Enquanto Francis Bacon distorcia corpos para expressar a imagem do homem e da vida em sua violência, Shin KwangHo faz com que haja uma eclosão de significados através de borrões que mancham o conceito vigente do que seja o homem, dando-nos a oportunidade de vislumbrar a urgência de novas interpretações e de invenções de outras humanidades no campo estético.

untitled oil & charcoal on canvas 73 x 53.2 cm 2013.jpg Untitled, Oil & Charcoal on Canvas 73 x 53.2, cm 2013

untitled oil on canvas 112 x 162 2012.jpg Untitled, Oil on Canvas, 112 x 162, 2012

A desfiguração como forma de criar existências possíveis, rearranjando cores, formas e texturas, tendo o corpo como escopo, como trampolim, para um mergulho nas possibilidades do arejamento da linguagem.

untitled oil on canvas 116.5 x 90.5 2012.jpg Untitled, Oil on Canvas, 116.5 x 90.5, 2012

untitled  acrylic on canvas 162 x 130cm 2013.jpg Untitled, Acrylic on Canvas, 162 x 130cm, 2013

capa.jpg


Jocê Rodrigues

Escritor e editor. .
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/artes e ideias// @destaque, @obvious //Jocê Rodrigues