dedo na garganta.

Há sempre um pouco de nós morando na verborragia do outro.

Thaís Almeida

Libriana com ascendente em Touro. Isso explica dois extremos que se encontram no gosto pelas artes, pelas relações e pelo prazer.Talvez a última romântica dos litorais desse oceano Atlântico..

thais

Thaís Almeida

Esse espaço é o jardim das flores que nasceram da gosma peneirada depois do dedo na garganta. Aquela, sobre a qual Caio Fernando Abreu escreveu. Aqui, a grama do vizinho pode até ser a mais verde, mas você há de se encontrar. Há sempre um pouco de nós morando em terreno estranho.

Últimos artigos publicados