descortinada

Os olhos do moço bonito me avistaram daqui

Maria Gabriela Verediano

Libriana com ascendente em sagitário, Maria é das Letras. Ora Maria bonita, ora Maria Madalena. Dramática e cinematográfica, às vezes, acredita que o enredo da sua vida saiu de uma novela mexicana.

Tapa de luva

Maldito tapa de luva. Doeu mais que um chute no meu saco imaginário.


tumblr_nhq48yCpYh1r0ixdro1_1280.png

Como tapa de luva de seda, a triste constatação bateu na minha cara: Eu não sou mais apaixonada por você. Eu que sempre me mostrei contra o amor hedonista, estava precisada de risos vagarosos, de piadas inúteis e de afagos de amor. Eu sentia falta da graça que seus olhos tinham quando pareciam se debruçar nas minhas saboneteiras. Os seus olhos eram convite para minha boca. Naquela noite, eu quis você. Eu quis me esconder dentro da sua boca, escorregar pela sua língua e ficar entre os lençóis como se o amanhã nunca viesse.

Mas o amanhã veio, e tirou da nossa cena os confetes de carnaval. Eu te seduzia em vão com a máscara dourada. Você já não admirava mais meus passos de frevo. Achava bonito o jeito que o vento bagunçava seu cabelo, mas há tempos não via você bagunçado na minha cama. Eu senti falta do seu cortejo. Do flerte. Daquele seu jeito de me olhar que me estremecia inteira até ferver tudo dentro de mim e me fazer escorrer. Você achou minha fita remendada. Meu sapato gasto. O furo na minha meia arrastão. Perdi a graça. Você ausente, procurei alguém pra rir. Eu ri com ele. "Dá pra ele", você cuspiu ciúme na minha cara, mas não está mais apaixonado por mim. E eu me desapaixonei também. É que não sou lá devota dos amores não correspondidos. Eu gosto é de história pra contar. Eu gosto de amor pra beber e me embriagar. Você disse que já comeu três para me esquecer. Acho que a última conseguiu roubar você de mim.

Você deixou um deserto em mim, seu moço. Eu estou aqui no meio do nada pegando insolação e vendo miragem. Vendo as odaliscas que te distrairam de mim. Maldito tapa de luva. Doeu mais que um chute no meu saco imaginário.

tumblr_msu0la1thr1sgvbfio1_500.png


Maria Gabriela Verediano

Libriana com ascendente em sagitário, Maria é das Letras. Ora Maria bonita, ora Maria Madalena. Dramática e cinematográfica, às vezes, acredita que o enredo da sua vida saiu de uma novela mexicana..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Maria Gabriela Verediano