desmistificador de dálias

“inventar vida de onde [talvez] nunca saiu sequer um sopro de ar”

José Douglas Alves dos Santos

Escritor, pedagogo, cinéfilo, mestre em Educação e Desmistificador de Dálias

Amanhã (ou Hoje)

Um pouco de poesia. Ajuda a deixar este mundo mais suportável...


image - veterano da II Guerra (Rússia).jpg "World War II veteran from Belarus Konstantin Pronin, 86, sits on a bench as he waits for his comrades at Gorky park during Victory Day in Moscow, Russia, on Monday, May 9, 2011. Konstantin comes to this place every year after WWII finished. This year he was the only person from the unit". AP Photo by Alexander Zemlianichenko Jr. ("Veterano da II Guerra Mundial da Bielorrússia, Konstantin Pronin, 86 anos, senta-se em um banco enquanto espera por seus companheiros no parque Gorky, durante o Dia da vitória em Moscou, Rússia, na segunda-feira, 9 de maio de 2011. Konstantin vem a este lugar todos os anos desde que a Segunda Guerra Mundial terminou. Em 2011, ele era a única pessoa de sua unidade". AP Foto por Alexander Zemlianichenko Jr)

Amanhã (ou Hoje) J. Douglas Alves

As pessoas têm histórias comuns E histórias distintas. Cada uma sabe de suas tristezas Assim como de suas conquistas.

Não adianta se fechar ao que pode ser certo Ou ao que pode ser errado. Amanhã o errado pode ser certo, E então todos poderão estar no mesmo lado...

As pessoas têm dias bons E também têm seus dias ruins. Ninguém nasce perfeito, Todos nós somos assim.

Sim, até os reis e os deuses, Até vocês e seus parentes. Todos nós...

Por isso deixe Que o sol ilumine; Por isso deixe Que o dia apenas termine.

As pessoas têm histórias comuns E histórias distintas. Cada uma sabe o peso de suas perdas E o tamanho de suas feridas.

Não adianta se fechar ao que é novo Ou só ao que é antigo. Nossa memória não é um dos caminhos mais seguros E nosso passado nem sempre é o melhor abrigo...

As pessoas têm dias bons E também têm seus dias ruins. Ninguém é perfeito, Nem mesmo Jesus.

Sim, até as rainhas e as musas, Até os mais covardes e as mais putas, Todos nós...

Por isso deixe Que o sol ilumine; Por isso deixe Que o dia apenas termine.

Não pergunte a quem é explorado: “Por que você é tão estressado?” Não pergunte a quem passa fome: “Por que você é tão desesperado?” Não pergunte a quem não ama: “Por que você é tão mal-humorado?” Não pergunte a quem não sonha: “Por que teu céu é sempre nublado?”

Não pergunte a quem tá na escola: “Por que você é tão malcriado?” Não pergunte a quem tá fora da escola: “Por que você é tão maltratado?” Não pergunte a quem voltou da guerra: “Por que você é tão calado?” Não pergunte a quem não sonha: “Por que não posso andar ao teu lado?”

Porque as respostas que procuro para os outros Podem ser as que procuro para mim. Porque as perguntas que me faço Podem ser feitas também por ti.

Por isso deixe Que o sol ilumine; Por isso deixe Que o dia apenas termine.

Por isso deixe Que o sol te ilumine; Por isso deixe... Que o amanhã está vindo.


José Douglas Alves dos Santos

Escritor, pedagogo, cinéfilo, mestre em Educação e Desmistificador de Dálias.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// //José Douglas Alves dos Santos