dezcobertas

a arte que ninguém vê na tevê, deitado na cama, embaixo de dez cobertores

Luiz Guilherme Libório

Autor de "Instruções" (Penalux, 2018)

Sete dias e sete noites de silêncio: "1/4 de abril", de Patrícia Franca


Jó era um homem rico, justo e fiel, sobre o qual a tempestade das catástrofes repentinas caiu. Perdeu filhos, bens materiais, saúde; ganhou o bálsamo enegrecido do luto e seus respectivos escárnios. Ao sentar-se em meio a cinzas para raspar suas úlceras com um caco de telha, ouviu sua esposa ordenar-lhe o suicídio, ouviu amigos acusarem-no de produzir raízes de maldade para os frutos da sua própria dor, e o enxame desses conselhos zunia no espaço do seu luto. Mas, antes dos três amigos o julgarem como causador dos próprios males, a bíblia diz que estes "assentaram-se com ele na terra, sete dias e sete noites; e nenhum lhe dizia palavra alguma, porque viam que a dor era muito grande".

Patrícia, ao escrever "1/4 de abril", reengendrou estes 14 episódios, 7 noites e 7 dias, no bojo silencioso do luto.

Porque ela perdeu um amigo, e este livro sentou-se, silencioso, ao seu lado, assistindo o caco de telha abrir o renovo da pele sob as úlceras, aguardando a poesia. Nele ela escreveu "Tudo o que eu desejava era que se calassem./ Que não tentassem distrair a faca da carne," e o livro ouviu o seu tempo de mudez tomar forma, músculos, páginas, porque a dor era aceita como necessidade do amor, porque só sangra o que tem veias, e só o que ama verdadeiramente dói. E nele ela escreveu: "Eu tossi um coração pela boca. Sobre o chão de mármore, ante uma luz muito branca. Não, não era o meu, o coração. Perplexamente, eu permaneci viva", semelhante a uma mulher grávida que desperta pra realidade de que agora tem dois corações pulsando em seu corpo, e enfim conhece a dor de parir.

[...]

E na vacilação do entreabril

entreabril da vida

da morte

os rostos desconhecidos

rostos familiares

exerceram o plantio da cura

sob palavra nenhuma.

[...]

Isto ela escreveu; depois disso amanheceu e anoiteceu - e veio o 8º dia.

65818960_2190904097624716_2017135277511802880_n.jpg


Luiz Guilherme Libório

Autor de "Instruções" (Penalux, 2018).
Saiba como escrever na obvious.
version 3/s/recortes// //Luiz Guilherme Libório